Quem fala a verdade…

Falar a verdade, o melhor caminho

Hoje, gostaria de compartilhar com vocês uma experiência pessoal com o intuito de reforçar, mais uma vez, o poder e o valor da verdade.

De algum tempo para cá, nessa minha caminhada em busca da auto-evolução, decidi que um dos meus lemas de vida seria: “A verdade é o melhor (e o único) caminho”. Não é difícil encontrar pessoas que entoem essas palavras e dizem viver de acordo com a plena verdade. Porém, será que é tão fácil assim ‘viver na verdade’, como pensamos?

Imaginem um adolescente de uma família tradicional e cheia de preconceitos apresentando a verdade sobre a sua opção sexual… Imaginem a dificuldade que é, para alguém que acaba de conhecer a família do(a) namorado(a), falar para este que acha os valores daquela família equivocados ou sem sentido… Ou imaginem o simples fato de falar para uma pessoa querida, de forma clara e aberta, algo que ela fez e que o incomodou…

Reflita e perceba que, muitas vezes, na prática, as coisas não são tão simples assim. Temos medo de magoar quem gostamos, de sermos quem realmente somos e de apresentarmos nossos ideais de vida, o que não deveria acontecer.

Podemos falar tudo o que quisermos desde que venha do coração. Não há como errar se o que foi dito é verdade; a sua verdade.

Vale lembrar que podemos tratar dos mais difíceis dos assuntos, desde que usemos doçura e empatia em cada palavra dita.

Para exemplificar, o caso pessoal com o qual comecei este post é o seguinte:

Dentro da minha verdade, algumas atitudes de uma pessoa muito querida estavam me incomodando e eu, com receio de magoá-la, guardava dentro de mim as minhas sensações e palavras que pediam para serem ditas. Até que um dia, depois de uma oração e de uma viagem meditativa (logo, centrada e mais próxima da minha luz), resolvi falar tudo aquilo que me incomodava, deixando claro que havia opção desta pessoa não fazer nada a respeito do que estava sendo dito…seria a verdade dela .

Não é fácil, confesso! Mas a recompensa vale a pena! Imaginemos um prato de uma comida não muito gostosa… Jiló, por exemplo (apelemos para o senso comum). Quando você fica incomodado com algo que uma pessoa fez ou falou a você, é como se um prato de jiló estivesse a sua frente e você tivesse duas opções: ou você engole o conteúdo deste prato, lidando com algo desagradável e indigesto, ou você empurra o prato para a pessoa que te ofereceu, pontuando tudo aquilo que te fez mal.

Digo empurrar porque, a partir deste momento, essa pessoa tem a opção de esbravejar e transformar a conversa em uma briga de verdades ou de ouvir e filtrar aquilo que lhe serve, jogando fora cascas e bagaços e respeitando o posicionamento do outro. (Esse último já é um problema que não é mais você quem tem que administrar… A sua parte, já foi feita!)

No meu caso, fiquei feliz que a pessoa em questão respeitou a minha verdade e reconheceu que, se eu me dei o trabalho de pontuar diversas e mínimas questões, é porque alimento dentro de mim um bem querer considerável por ela. O que poderia acontecer, também, é a interpretação daquela conversa como insultos que tem por objetivo minimizar, ou até mesmo humilhar esse alguém… Vai da consciência e da maturidade de cada um a imagem que será dada a este diálogo.

A sensação de falar o que seu coração pede é incrível! Falar que age na verdade, é fácil.Difícil, é agir.

Tente. Fale com amor e persista! Não tenha medo das conseqüências. Já dizia o ditado: “ Quem fala a verdade, não merece castigo!”

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Maria Helena disse:

    Que bela reflexão, Cíntia! É tão bom quando podemos ter uma conversa aberta, falar a verdade com amor e empatia e a outra pessoa entende! É importantíssimo lembrar disso que vc nos falou neste belo texto antes de uma boa conversa com alguém! Falando com verdade e amor, muitas discussões podem ser evitadas e muito amadurecimento poderá surgir! Obrigada, querida!
    Muita luz sempre!

    1. Cíntia Michepud disse:

      Muito grata, Maria Helena!
      Realmente, é maravilhoso poder falar a verdade do nosso coração sem medos, receios ou meias-palavras…
      Que possamos cumprir o desafio diário de seguir e falar o que a nossa alma está pedindo… É trabalhoso mas, definitivamente, recompensador!

      Muita luz e harmonia a você!
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s