Você vale mais do que isso!

Família

Recebi o texto abaixo de uma pessoa muito querida, na intenção de refletirmos sobre o nosso papel como pais e nos ajudar na evolução do mesmo, pois quando nos melhoramos como pessoas, quando encontramos coerência e equilíbrio entre nosso modo de Ser, Viver e Pensar amadurecemos e, por sua vez, influenciaremos, de forma positiva, a formação de nossos filhos.

É certo que não existe uma escola onde se possa aprender como ser um “bom” pai ou mãe. É através da herança que recebemos de nossos pais, com seus erros e acertos que colocamos em prática este papel, reproduzindo crenças e valores recebidos, procurando corrigir o que para cada um pode ser visto como “erros” em sua educação e repassando os “acertos” mas, sem que tenhamos consciência, muitas vezes reproduzimos esses mesmos erros nas situações do dia-a-dia…

Muitos pais encontram-se perdidos como seres humanos e não só como educadores. Não percebem que, em seu modo de viver, existe muitas contradições e que se faz necessário uma reflexão mais profunda de si mesmo, buscando encontrar a coerência entre seus atos e palavras e o equilíbrio entre a razão e a emoção, sabendo que a responsabilidade para com seus filhos está além da educação formal, curricular… que é preciso ajudá-los a encontrar seu próprio caminho na vida, formando seres humanos responsáveis e felizes.

Boa leitura!

VOCÊ VALE MAIS QUE ISTO!

Certa vez uma menina de oito anos estava passeando pelo shopping próximo de sua casa, com algumas amigas. Viu um dinheiro sobre o balcão de uma loja e pegou-o.

A balconista viu e chamou-a de ladra. Segurou-a pelo braço e a levou até seus pais.

A menina estava aos prantos e os pais ficaram desesperados com a situação.

Algumas pessoas mais próximas esperavam que os pais batessem e punissem a filha, mas os pais desejavam educá-la para a vida e mostrar-lhe o quanto a amava.

Chegando em casa, os pais fizeram algo inusitado. Deram á garota o dobro do valor que ela havia furtado e lhe disseram que ela era muito mais importante para eles do que todo o dinheiro do mundo.

Explicaram que a honestidade e a dignidade não têm preço, pois nem mesmo toda a riqueza do mundo vale mais que essas virtudes.

A sabedoria dos pais transformou uma situação crítica em um momento mágico de educação de extrema beleza e a menina jamais esqueceu aquela lição.

Os pais valorizaram mais a filha do que seu erro. E isto fez a diferença.

Em vez de punição, educação. Em vez de condenação, perdão. Em vez de agressividade, diálogo. Em vez de rigor, amor.

Os pais, embora muitas vezes bem intencionados, perdem inúmeras oportunidades de educar os filhos com sabedoria e usam um rigor que afasta e infelicita.

Valorizam demais os erros e não se dão conta de que seu filho pede orientação e carinho e não punição e condenação.

São os filhos mais difíceis que testam a nossa capacidade de amar e educar…

Que bons ventos lhe soprem o que precisa para ser feliz!

Márcia Lucena Saraceni

Fonte: www.reflexao.com.br
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s