Mudança, pra que ter medo dela?

casulo

Bom dia, amados seres de luz,

Vocês já pararam para pensar no que mudaria em sua vida? Como melhorá-la? Quais passos tomaria para chegar lá? Hoje, vamos refletir um pouco sobre esse movimento, natural para todo ser humano, mas que às vezes incomoda, criando uma certa insegurança no novo passo que está por vir.

As mudanças, muitas vezes, são necessárias para que possamos amadurecer e dar um novo rumo em nossas vidas. Através delas, vamos crescendo, “mudando de pele”, encontrando nossa luz. Elas também são inevitáveis, se colocando à nossa frente a todo momento. Não há como escapar…

Porém, às vezes, essas mudanças encontram um bloqueio: um medo irracional do desconhecido, que faz com que um pé fique para trás, não permitindo que cheguemos àquilo que nosso coração tem a certeza de que será bom para nós. As causas podem ser inúmeras e só podem ser superadas através do auto-conhecimento, com a tomada de consciência de tudo aquilo que não se quer ver e que impede essa evolução.

A boa notícia: Existem várias maneiras de se chegar a esse auto-conhecimento. Meditar é uma delas pois, ao tomarmos uma postura meditativa e contemplativa, acabamos “conversando” com nosso interior, nos descobrindo e limpando muitas das energias densas que possamos ter deixado nos influenciar.

Podemos, também, criar uma maneira um pouco diferente, como um jogo de perguntas e respostas para você mesmo. Funciona mais ou menos assim: escreva em um papel uma série de perguntas sobre suas coisas mais intimas e sobre as quais você tem uma enorme dificuldade de lidar (Algumas delas podem ser: “Por quê tenho medo disso?”; “O que está gerando esse meu medo?”. Lembre-se: você é quem manda na hora de perguntar a si mesmo). Depois disso, guarde esse papel e deixe-o parado por um tempo.  Volte a ele depois de algum tempo, respondendo da forma mais sincera e leal consigo mesma às perguntas formuladas. Provavelmente você se surpreenderá com o nível de suas respostas (se não se boicotar nesse processo todo, mentindo para si mesmo).

Esse é apenas um começo para se conhecer melhor. No decorrer dos processos, provavelmente você sentirá vontade de mudar, de experimentar coisas novas, de ampliar o conhecimento que tem sobre si mesmo, superando o medo de crescer.

Assim, ficará mais fácil aceitar e assumir algumas dessas mudanças, principalmente aquelas que levam o coração e a alma em direção da luz e de nossa essência divina.

Luz, amor, coragem e sabedoria, hoje e sempre,

Namastê,

Pedro Michepud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s