Saltando sobre o abismo da entrega

abismo

Bom dia, amados seres de luz,

Hoje, trazemos a vocês, um texto de Roberto Shinyashiki que fala sobre entregar-se para a vida, acolhendo o novo e agindo sempre de mente aberta para que o melhor possa vir daquilo que é imprevisível. É uma ótima reflexão que, ao ser ilustrada por um pequeno conto, nos mostra como podemos agir, unindo mente e coração na busca pela nossa luz.

Você entrega sua vida ao simples ato de viver?

Entregar-se significa deixar de viver analisando, apegando-se a velhos preconceitos. É dar um salto no abismo, é acolher o novo de mente aberta. Muitas pessoas não ousam sequer deixar o lar dos pais para estudar fora, com medo do novo, do imprevisível. Quando vão a uma festa, querem saber de antemão tudo o que vai acontecer. Quando estão com alguém, querem que as coisas aconteçam à sua maneira. Com isso, restringem-se a uma vida repetitiva.

Numa noite escura, um homem andava no meio de uma floresta. De repente, ele caiu. A única coisa que conseguiu fazer foi segurar-se em um galho. Quando olhou para baixo, só viu escuridão. Começaram então os pensamentos catastróficos: “Eu vou cair neste abismo e vou morrer… Este galho não vai aguentar, eu vou me machucar todo”. À medida que o tempo passava, o galho ia se desprendendo, e cada vez mais o homem se desesperava, com medo de cair e morrer. A claridade foi chegando com a manhã, e então ele percebeu que estava com os pés a apenas quarenta centímetros do chão e que todo o seu medo e sofrimento tinham sido infundados.

Assim fazem as pessoas que não se soltam das raízes do passado para voar em direção aos sonhos do presente. Ficam com medo de se arrebentar, quando, na realidade, o salto a ser dado tem pouco mais de quarenta centímetros: a distância que separa o cérebro do coração. Este é o grande salto a ser dado: parar de viver o tempo todo se analisando e deixar de ouvir o “juiz” que existe na sua cabeça. Passar a viver os acontecimentos, em vez de ficar julgando a si mesmo, o outro e tudo o que está ocorrendo.

Interessante, não? Às vezes, queremos ter o controle de tudo, não dando um simples “salto” por não conhecer o que está por vir. Entretanto, isso não é um problema quando ouvimos nosso coração e soltamos as raízes do passado, entregando-se para um presente e futuro cada vez mais próspero e com belos frutos.

Pensem nisso e deixem essa energia de luz fluir em suas vidas!

Um lindo final de semana a todos,

Namastê,

Pedro Michepud

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Rafael disse:

    É, muitas coisas deixamos de vivenciar por medo. Infelizmente, neste mundo corrido de hoje em dia, nós acabamos por perder coisas incríveis. Sei que eu tinha meus olhos fechados e hoje, de vez em quando, me perco em momento nostálgico, paro sem me culpar, mas em reflexão mesmo em coisas que poderiam ter sido melhores, se eu simplesmente arriscasse a oportunidade. Mas hoje, Graças a DEUS procuro viver diariamente tudo que me vem na frente. E sei que ainda tenho muito o que caminhar… Que venham as pedras no meu caminho… Pisando lentamente e com calma, no final tudo ficará certo.
    Muita Paz, Luz e Um ótimo final de semana para vocês!

    1. Olá Rafael,
      Somos muito gratos sua participação e palavras.
      Às vezes, ficamos paralisados por esse medo, sem saber o que vem pela frente. Mas aí que entra nossa entrega e confiança. Temos de fazer a nossa parte, chegar até onde nos cabe e confiar que algo bom e belo está ali, logo à nossa frente.
      Confie, entregue, e vivencie tudo que há de melhor e de luz na sua vida!
      Muito grato por seu comentário,
      Namastê,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s