Espiritualidade e Carreira

autoconhecimento

Hoje, vamos compartilhar com vocês algumas das perguntas que foram feitas no chat do portal Caminhos e Escolhas, do Banco Santander. No dia, eu e a Márcia conversamos sobre carreira e espiritualidade, mostrando como ambos estão profundamente ligados. Esse post é uma compilação do  assunto abordado.

1. Espiritualidade é o mesmo que religião?

Espiritualidade e religião são conceitos bem distintos, mas esta “confusão” é muito comum. Daí tantos preconceitos. A religião está baseada em ritos, dogmas, credos e códigos morais de cada tradição de fé. Já a espiritualidade, independe de regras ou práticas religiosas. Ela está fundamentada nos conteúdos universais de todas e cada uma das tradições de fé. Ela está presente no ser humano, quer ele queira ou não.

O grande problema é que ,quando você discute religião, afasta as pessoas umas das outras, promove o sectarismo e a intolerância. Mas quando você concentra sua atenção e ação em valores como: solidariedade, amor, respeito à vida, a liberdade de escolhas, ética, verdade, igualdade, caridade e tantos outros, você está no horizonte da espiritualidade, comum a quase todas as tradições religiosas.

O desenvolvimento da espiritualidade depende do caminho que a pessoa trilha em direção ao seu autoconhecimento. É o “caminho” para dentro que pode promover mudanças do lado de fora…

Pode-se ser uma pessoa espiritualizada sem se seguir uma religião específica.

2. Espiritualidade tem a ver com autoconhecimento?

A espiritualidade e o autoconhecimento caminham lado a lado. Ambos estimulam ações de transformação pessoal. Quanto mais você se conhece, maior será a sua maturidade emocional e a compreensão de si e dos outros. E maior será a sua ação consciente sobre a sua vida e do ambiente que te cerca.

Quando você trilha o caminho do autoconhecimento, o seu melhor vem à tona…

3. Onde carreira e espiritualidade se encontram?

Quando há integração das oportunidades externas (boa formação acadêmica, bons cursos de idiomas, avanços tecnológicos, etc.) com os conhecimentos milenares que tratam profundamente do autoconhecimento, ocorre uma visão renovada e mais plena de si mesmo. E o sucesso é conseqüência, em todos os aspectos da vida.

4. Como aproveitar mais esta questão de espiritualidade na minha carreira?

Quando o profissional eleva o seu nível de consciência, consequentemente cria um diferencial de atuação no mercado de trabalho. Ele consegue conviver com as diferentes posturas e atitudes das pessoas de modo mais maduro e seguro.

Possuir autoconhecimento, que gera emoções equilibradas, traz à tona o melhor do profissional.

5. E como se eleva o nível de consciência?

Buscando o equilíbrio entre o TER e o SER.

Quando se é jovem, a preocupação com o aspecto material é muito forte: estudar, comprar uma casa, um carro, viajar, conseguir atingir determinado cargo na empresa, ter sucesso, dinheiro, etc. É uma constante busca pelo TER.

Porém, para desenvolver uma carreira de sucesso, onde seu trabalho tenha a ver com sua missão, talentos e vocação, é necessário pensar também no SER, onde seus valores e pensamentos estão em harmonia com os da empresa.

6.  Como relacionar espiritualidade e tecnologia? Isso é possível?

A tecnologia nos proporcionou uma velocidade incrível para obtermos informações e solucionarmos problemas. Até a década de 90, as empresas tinham mais ações voltadas para aspectos quantitativos, mecanicistas (Ter) que, nos dias de hoje, a tecnologia garante ou potencializa. A tecnologia se compra.

Quanto aos aspectos qualitativos (Ser) não há o que fazer, senão desenvolvê-lo. Hoje, os profissionais sabem disso. O que eles não sabem, muitas vezes, é como buscá-lo. E é ai que entra os conceitos de espiritualidade.

7. Se espiritualidade é tão importante assim, por que as pessoas e as empresas não abordam isso claramente?

Porque existem muitos preconceitos e falta de conhecimento do que é, de fato, espiritualidade.

8- O que é uma empresa espiritualizada? Como ela seria?

É uma empresa que adota e pratica valores éticos e morais sem perder de vista o foco nos lucros. Ela valoriza o resultado, mas também valoriza o ser humano. É uma empresa onde há soma de esforços para um objetivo comum, com integridade, ética e respeito ao posicionamento do outro.

9- O que é um profissional espiritualizado?

É um profissional com maior maturidade emocional, com uma visão mais profunda e ponderada de tudo o que o cerca. Ele consegue relacionar-se melhor consigo próprio e com os outros, compartilhando idéias e soluções, ao invés de competir.

O profissional espiritualizado soma…

10. Espiritualidade tem a ver com o clima de trabalho?

Sem dúvida! Com o desenvolvimento da espiritualidade, o espírito de equipe é estimulado, os conflitos diminuem, os relacionamentos são mais transparentes e verdadeiros, há maior sinergia entre os profissionais. E todos estes aspectos impactam diretamente no clima da organização.

11. Existe algum estudo que comprove os benefícios que a espiritualidade traz para as pessoas?

Existem pesquisas e experimentos fantásticos que demonstram que aquilo que temos internamente, em termos de sentimentos e emoções, interfere profundamente no ambientes e nas pessoas ao nosso redor. Alguns exemplos: Cristais de água, de Masaru Emoto, experimento de meditação em Washington, em 1993, experimento com máquina fotográfica pelo médico Hipollite Baraduc (1895) entre tantos outros.

12. Como as empresas vêm a espiritualidade? Qual é a vantagem para elas?

A espiritualidade dá significado à missão da empresa e ao trabalho das pessoas. E quando há significado, há responsabilidade. O ambiente de trabalho se torna mais harmônico, os profissionais conseguem estar no “seu melhor” e a conseqüência disso é que todos os aspectos que nutrem o sucesso da empresa e do profissional  fluem com maior naturalidade: motivação, desempenho, criatividade, trabalho em equipe, comunicação, etc.

13. Como as empresas podem fazer para auxiliar a expandir esse autoconhecimento e tornar o ambiente mais harmônico e equilibrado?

Se queremos promover mudanças externas, temos que começar dentro de nós. Temos que assumir nossos papéis nas empresas, uma vez que elas não existem como seres com vontade própria. As pessoas é que são os agentes de mudança. Sendo assim, é responsabilidade de cada um assumir seu compromisso com o autoconhecimento

14. Espiritualidade se aprende?

Não. Espiritualidade se desenvolve através do autoconhecimento. A escola não nos ensina a olharmos para dentro de nós para descobrirmos as potencialidades que temos como seres humanos.

15. – Inteligência emocional é a mesma coisa que espiritualidade?

As duas coisas se “conversam”. A inteligência emocional tem a ver com o equilíbrio de seus sentimentos e emoções e na sua reação diante dos problemas do seu dia-a-dia.

Já, a inteligência espiritual te permite reagir com clareza e sabedoria frente aos problemas existenciais e de valores. Hoje já se fala, inclusive, em Quociente Espiritual.

16. – O que é quociente espiritual?

É o que completa o “tripé” da inteligência humana: Quociente intelectual (QI) + Quociente Emocional (QE) + Quociente Espiritual (QS). O QS é a visão do todo integrado, que gera sentido nas nossas vidas. É a inteligência que nos ajuda a avaliar que determinada escolha ou caminho na vida faz mais sentido do que o outro.

17.
Numa empresa competitiva, todo mundo quer crescer. Como aplicar a espiritualidade nesse sentido?

Se os profissionais agirem de acordo com os preceitos da espiritualidade, com certeza, obterão excelentes resultados, mas não a qualquer preço. É possível atuar com ampla competência e sermos éticos e integros ao mesmo tempo. Espiritualidade não faz oposição a materialidade; pelo contrário, é sua aliada!

Alexandre Caldini, executivo do grupo Abril, diz o seguinte:
Seriedade não requer sisudez
Humildade nada tem a ver com fraqueza
Arrojo é a antítese de arrogância
Competência não pressupõe competição
Evolução não deve ser confundida com volubilidade.

18. Se eu não acredito em Deus, posso ser uma pessoa espiritualizada?

Quando você começa a buscar o autoconhecimento, vai sentir que todos os seres humanos são seres espirituais porque existem questões internas para as quais todos nós buscamos respostas: Para que eu nasci?  Por que sou tão diferente que o outro? Qual é a minha missão? etc.

Precisamos encontrar um sentido maior para o que acontece nas nossas vidas, e acreditar numa “força maior” (não importa o nome que se dê: Deus, energia, criador, etc.) é fundamental para sustentar o processo de autoconhecimento.

19.  A pessoa “espiritualizada” tem mais chance de subir e fazer carreira na empresa?

Sem dúvida nenhuma. A maturidade emocional da pessoa espiritualizada é muito maior e isso ajuda a lidar com as adversidades do dia a dia de maneira mais suave e com resultados mais positivos.

20. Ser espiritualista é o mesmo que ser espírita?

Não, de maneira nenhuma. Estamos falando de autoconhecimento quando nos referimos à espiritualidade. Ser espírita é uma opção religiosa.

Uma ótima semana,

Aloha

Claudia Michepud Rizzo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s