Escola da Vida

escola da vida

“Imagine-se estudante. Você está em uma escola que está sempre no período letivo. Você possui um professor, um mestre que garante estar lhe ensinando exatamente o que é necessário para o seu aprendizado e desenvolvimento; seu mestre leva em consideração o que você sabe e o que você aprendeu anteriormente, ele é paciente e sábio e trabalha junto com você e, a partir de suas escolhas e decisões, te oferece experiências que lhe tragam maiores possibilidades de você avançar em sua educação, mas quem decide o quão rápido ou lento deseja aprender é você!

Esta escola existe e você freqüenta-a desde que nasceu e, queira ou não, é seu aluno. Ela é mais conhecida por vida, mas pode chamá-la Escola da Vida! Seu mestre e professor é o Universo, sua sala de aula é seu dia a dia e o currículo é feito sob encomenda para cada aluno: é composto de tudo o que acontece dentro de sua vida. Nesta escola, há mais matérias do que as que podem ser impressas em um catálogo, mas você não precisa cursar todas. Automaticamente, você está matriculado em determinadas matérias, desde quando adentrou nesta escola, ou seja, desde que nasceu.

Não se preocupe porque você não pode ser reprovado; mais cedo ou mais tarde você se formará nela. Você pode até ignorar suas lições e deveres de casa e fazer a mesma matéria quantas vezes quiser. Você pode se aplicar e acelerar o seu processo ou demorar o tempo necessário para aprender – a escolha será sempre sua!

Há dois tipos de matérias nesta escola: matéria sobre o medo e matérias sobre o amor. Raiva, espírito vingativo, tristeza, ganância, entre outras, são matérias sobre o medo. Alegria e gratidão são matérias sobre o amor. Você só conclui uma matéria, passando para a fase seguinte, ao se conscientizar de suas emoções e aprender tudo o que precisa saber sobre você. Só assim, terá a oportunidade de escolher novas matérias, entenderá qual o currículo que está cursando e acordará como estudante da escola da vida!

Suas emoções mais dolorosas mostram onde você tem mais resistência à mudança, pois aparecem com mais freqüência em sua vida e, isto é um sinal de que você não fez a lição de casa e, como conseqüência, está repetindo a matéria. Você até pode cursar outras, mas vai ter um acúmulo cada vez maior de matérias/experiências relacionadas com aquelas que você se recusa a levar a sério. Para entender melhor: se você estiver zangado, cursará esta matéria, se sentir inveja, cursará esta matéria; se estiver zangado e com inveja cursará as duas matérias. Ficar emocionalmente introvertido ao se zangar é uma matéria; ficar mandão e berrante ao se zangar é outra matéria. Toda emoção saudável, como estima, gratidão, satisfação e alegria também são matérias. Há diferentes maneiras de experenciar cada uma dessas emoções, e cada uma delas constitui uma matéria e um currículo diferenciado para cada pessoa.

Sua tarefa, como aluno da escola da vida, não é modificar seus pais, chefe, empregados, maridos, namorados, colegas de classe ou amigos. Você é incapaz de modificá-los ou a qualquer pessoa que  o deixa irado, invejoso ou triste. Sua tarefa é modificar a si mesmo! Tentar modificar os outros quando se está zangado é o mesmo que tentar modificar o seu reflexo no espelho: você pode se enfurecer com seu reflexo o máximo que quiser, mas até que você mude o que está sendo refletido, sua raiva não desaparecerá. Perceba que o importante não é a maneira como as pessoas falam ou agem com você, mas como você reage a elas.

Portanto, estude bem as matérias que está cursando, e isto significa olhar para seu interior. Experimente não se zangar com uma pessoa ou uma circunstância, ou se deprimir, invejar, sentir medo – agradeça o fato dessa pessoa ou circunstância ter-lhe causado emoções particulares e analise as emoções que está experimentando, é sua oportunidade para aprender e mudar as matérias de sua vida! Quando você passar a considerar a idéia de que você, e não outras pessoas, é a causa de suas emoções, você pára de tentar explicar como as pessoas e as circunstâncias fazem-no se sentir da maneira como se sente.

Amanhã, ao acordar, lembre-se que você é um aluno da Escola da Vida, e tudo que acontecer durante o seu dia, é para ajudá-lo a aprender.

Á noite revise as coisas que aconteceram na escola. Você se lembrou de que esteve na escola? Que matérias você cursou hoje?”

Pense, reflita e estude bem todas as matérias que precisa para se desenvolver e passar de ano!

Extraído do livro: O Coração da Alma – Gary Zukav com Linda Francis

Márcia de Lucena Saraceni

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Eny de Carvalho Nunes disse:

    Muito interessante essa Escola da vida.Cada pessoa independente de idade necessita participar dela .È um aprimoramento da vida e uma preparação para se sentir bem com Deus, consigo e com os outros..É uma oportunidade para um crescimento emocional ,psicológico e Espiritual.
    Parabéns aos criadores da Escola da vida.! Deus os abençõe.
    Eny

  2. Márcia Lucena disse:

    Escola da Vida… desde que nascemos estamos matriculados nela e, temos todo tempo que nos for permitido em nossa jornada para aprender, alguns com mais facilidades, outros com menos mas, todos nós a cursamos.
    Bjs Eny e, obrigado pela visita!
    Márcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s