Felicidade interna bruta X Produto interno bruto

Butão

Como é bom saber que, efetivamente, algum povo neste planeta tão abençoado, porém tão desprezado por alguns habitantes, se compromete com o ser humano a ponto de deixar em segundo plano a famigerada riqueza financeira.

O texto abaixo é de autoria de Célio Pezza e nos dá a oportunidade de nos sentirmos engrancedidos  enquanto seres humanos,  quando fala sobre uma nova política adotada em um pequeno país do oriente. Talvez esse possa ser o começo da Nova Ordem Mundial. Espero, sinceramente, que sim!

Boa reflexão!

FIB X PIB

“O que é mais importante em sua vida: ser feliz ou ser rico?

 Foi baseado nesta premissa que o Butão, pequeno país budista vizinho ao Himalaia instituiu o FIB (Felicidade Interna Bruta). Em 1972 seu novo rei Jigme Singye declarou durante sua posse que a Felicidade Interna Bruta é mais importante que o PIB (Produto Interno Bruto).

 A partir daí, baseou todo seu governo em quatro premissas: desenvolvimento econômico sustentável e equitativo, preservação da cultura, conservação do meio ambiente e boa governança.

 Esta política virou realidade e o Butão hoje mostra ao mundo que o nosso conceito de avaliação de países está errado.

 Veja o exemplo dos EUA, onde o PIB é considerado alto e ao mesmo tempo aumentam os índices de criminalidade, divórcios, guerras, neuroses e toda sorte de infelicidade. O problema é que o PIB só se preocupa com o crescimento material e não leva em conta se a riqueza foi gerada a partir de destruição de lares ou do meio ambiente.

Os “especialistas” impuseram ao mundo o conceito de que o crescimento econômico é a base e o objetivo das sociedades e isto está nos levando ao desastre.

 Este modelo de produção e consumo seguido de mais produção e mais consumo desestabilizou o ser humano e o planeta.

Uma nova empresa que se instala em uma região traz, sem dúvida, um aumento do PIB desta região, mas se for acompanhada de uma degradação ambiental, da saúde e do bem estar da comunidade, o resultado final será uma perda de qualidade de vida, mesmo com crescimento econômico.

Uma civilização focada no FIB é preocupada em fazer o bem e não em acumular lucros, pois, acima de certa quantidade, o dinheiro não vale nada em termos de felicidade.

 É uma tremenda virada nos conceitos atuais, mas que pode salvar o ser humano de um futuro desastroso.

O primeiro-ministro do Butão explicou na ONU que é responsabilidade do Estado criar um ambiente que permita ao cidadão aumentar sua felicidade e é enfático ao afirmar que o sucesso de uma nação deve ser avaliado pela sua qualidade de vida e felicidade de seu povo e não pela sua habilidade de produzir e consumir.

Os conceitos da FIB do Butão estão correndo pelo mundo todo e despertando a curiosidade de muita gente interessada na promoção de um novo modelo de civilização, mais feliz e menos preocupada com o consumo.

 O ocidente já adicionou mais cinco itens aos quatro pilares do Butão: boa saúde, educação de qualidade, vitalidade comunitária, gestão equilibrada do tempo (trabalho e lazer) e bem-estar psicológico. O modelo econômico atual tem que ser modificado drasticamente e devemos nos empenhar na busca e concretização de outros modelos mais favoráveis à vida e à felicidade no planeta Terra.

É hora de lembrarmos as palavras do ex-senador Robert Kennedy quando, durante um de seus últimos discursos, em março de 1968, criticou o crescimento econômico a qualquer custo e disse entre outras coisas que “não encontraremos nem um propósito nacional nem satisfação pessoal numa mera continuação do progresso econômico. Não podemos medir a realização nacional pelo PIB, pois ele cresce com a produção de napalm, mísseis e ogivas nucleares. Ele mede tudo, menos o que torna a vida digna de ser vivida”. Robert Kennedy foi assassinado logo depois, em junho de 1968, aos 42 anos de idade.”

Este texto me fez lembrar das palavras de Goethe: “Em relação a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que no momento em que nos comprometemos definitivamente, a providência move-se também. Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes , encontros e assistência material que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que quer que você possa fazer ou sonhe que possa, faça. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora“.

Um Salve à Vida!

Beth Michepud

Anúncios

6 comentários Adicione o seu

  1. Bruna Angelica disse:

    Esses dias assisti uma reportagem sobre o Butão, com o meu marido… Ficamos instigados de vontade de ir conhecer o País e até mesmo morar lá!! Deve ser verdadeiramente ENRIQUECEDOR fazer parte de uma sociedade como à deles, fazer parte de um País como este, com esta ALMA…
    Um salve à vida e um VIVA ao Butão, este País ENCANTADO!!!

  2. Beth Michepud disse:

    Bom dia Bruna!!!!!

    Esperamos que o planeta todo siga este exemplo!
    Um Salve à Vida e um Viva à Você ,que nos prestigia sempre com sua amável participação.
    Beijos

  3. Bruna Angelica disse:

    Obrigada Beth!!!!!!!!!
    É, sempre, uma satisfação..
    Como diria Goethe: “Queres viver alegremente? Caminha com dois sacos, um para dares, outro para receberes.”
    Bençãos divinas e cósmicas, à todos que por aqui passarem!

  4. Beth Michepud disse:

    Mais uma vez, obrigada Bruna!
    Sejamos todos abençoados!!!
    Beijo

  5. Luiz Baron Neto disse:

    Boa Tarde,Bruna Angélica.
    Estive vendo seu comentário e gostaria de fazer o meu,baseado no que vc falou sobre Butao.
    Você fala que gostaria até de morar la e fazer parte desta alma,só que nos fazemos parte dessa alma e podemos fazer do nosso Pais o mesmo que eles fizeram la.Somente devemos ser conscientes que isso é possïvel e fazer a nossa parte,criar em nosso entorno o nosso Butao e deixar passar o tempo que tudo chegará.
    Eles só estao adiantando os fatos porque ou fazemos essa evoluçao ou acabaremos por extinguir.nos.
    Um grande abraço e muita paciência que tudo chegarä.

  6. Bruna Angelica disse:

    Nossa, Luiz.. Muito lindo e verdadeiro oque escreveu… MUITO OBRIGADA!!!
    Me fez bem, me mostrou um outro ponto de vista, amplo e esperançoso!
    “Criar em nosso entorno o nosso Butão..”
    ADOREI, um lindo dia à você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s