No que fizeram você acreditar?

Todos nós temos algumas crenças arraigadas em nosso subconsciente. E elas, muitas vezes, fazem com que nós nos moldemos ao mundo à nossa volta, nos induzindo a negar nossa essência e nossos reais desejos e necessidades.

O texto de hoje nos faz refletir um pouco sobre isso. Nele, John Lennon dá alguns exemplos de como podemos ter sido influenciados por falas, gestos, atitudes ou outra maneira qualquer.

É um ótimo começo de reflexão que pode (e deve, se vocês aceitarem minha sugestão) ser visualizado de uma forma mais ampla, nos ajudando a analisar os mais diferentes pontos de nossas vidas, auxiliando no crescimento de nossa luz.

Vamos à leitura?

“Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos.
Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada “dois em um”: duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava.
Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente.
Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém”

Muita luz à todos,

Namastê,

Pedro Michepud

4 comentários Adicione o seu

  1. Vanny disse:

    Noussa, tudo que eu precisava!

    Tenho estado na correria e um pouco ausente do site, mas como sempre os post falam na alma, o post do dia sempre refrigera, fala aquilo que precisamos ouvir…
    Obirgada a toda a equipe!

    1. Olá Vanny!
      Muito grato por sua visita e por seus elogios ao blog.
      Sempre preparamos nossos textos com muito carinho, buscando colocar o nosso melhor neles.
      Um lindo final de semana,
      Namastê!

  2. Cláudia disse:

    Maravilhoso! Gratidão por compartilhar!

    Abraços de Luz!
    Cláudia.

    1. Somos muito gratos por seu comentário e por seu abraço, Cláudia!
      Ótimo final de semana,
      Namastê

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s