Solstício de inverno: A oportunidade da reflexão

Hoje, dia 21/06, entramos no solstício de junho, que marca o início do inverno no hemisfério Sul. Na astronomia, o solstício é o momento em que o Sol está o mais distante possível da linha do Equador do planeta. Dessa forma, acaba marcando os extremos do inverno e do verão , com noites mais longas e dias mais curtas (na época do frio) e o inverso na estação mais quente. Entretanto, essas datas possuem significados muito amplos e de impacto em nossas vidas. Hoje, falaremos mais do solstício de inverno.

Conhecido como uma data de extrema importância por povos como os Maias, chineses, astecas e celtas, o solstício de inverno  marca, principalmente, o início de um período do aumento do contato com nossos sentimentos. Um exemplo que podemos usar são os animais que hibernam nessa época. Observando esse movimento, podemos concluir que nessa época estaremos mais propensos a nos recolher, a entrar em nós mesmos para buscar aquilo que gostaríamos de trabalhar.

Dessa forma, temos uma grande oportunidade para expandir nosso auto-conhecimento e fazer mudanças internas, buscando realizar uma faxina nos  sistemas de crenças, conhecimentos, conceitos e tudo aquilo que não desejamos mais, colocando em evidência tudo o que queremos viver. Podemos, também, ter grandes insights, que nos ajudarão a traçar planos para atingir nossas metas e objetivos.

Para auxiliar nesse processo, o dia de hoje é fenomenal para meditarmos e fazermos alguns rituais. Abaixo, colocaremos alguns itens que podem te ajudar a atingir um resultado melhor em suas reflexões, te colocando em sintonia com sua essência e, consequentemente com o seu melhor. Vale, também, ressaltar que essa energia do solstício ocorre durante sete dias, de acordo com algumas tradições: três dias antes do dia, na própria data e três dias depois.

Para meditar nesse dia, sugerimos que você se coloque em um local tranquilo, com uma música suave ao fundo. Pode, também, acender incensos de pinho, mirra, sálvia, camomila, laranja, olíbano, além de utilizar focos de fogo para reflexão, como velas, lareiras e fogueiras. Após a preparação do local, basta se sentar e ir relaxando, acalmando sua respiração e sua mente. Após isso, é só ir mergulhando em si mesmo, buscando trazer à tona o seu melhor. É, também, uma ótima oportunidade para agradecer ao Universo (Deus, Alá, Buda, mestres, como vocês preferirem) pela oportunidade de entrar em contato consigo mesma e expandir a sua luz.

Uma ótima semana a todos,

Namastê

Pedro Michepud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s