Cada um pode fazer a diferença

A História da Estrela do Mar (autoria de L.Eisley)

Um dia um homem estava andando ao longo da praia, quando percebeu a figura era de um garoto que pegava algo na areia e arremessava, suavemente, ao mar.
Aproximando-se do garoto, perguntou:
– O que você esta fazendo?
O jovem respondeu:
– Estou devolvendo as estrelas ao  oceano. A maré está baixando e se eu não devolver, elas morrerão.
– Filho, disse o homem, você não percebeu que existem milhares delas espalhadas na areia da praia e que você não pode fazer a diferença?
Após ouvir, educadamente, o que o senhor disse, o garoto abaixou-se, pegou outra estrela do mar e a devolveu ao oceano. Então, sorrindo, voltou-se para o homem e disse:
– Eu fiz a diferença para aquela!!!
E o homem começou a ajudar a criança.

Esta pequena história, me fez  lembrar  de uma campanha absolutamente inusitada e de muito sucesso realizada na Estônia, pequeno país da Europa. Lá existe uma imensa floresta conífera onde os habitantes, em consenso, depositaram o lixo durante anos.

Ao ver aquela situação, um grupo de pessoas, inconformado com esta situação, acreditou poder mudar esta realidade.

Fizeram uma campanha intitulada “Vamos Fazer”  cuja proposta era limpar o país inteiro em apenas um dia. Precisavam de 40.000 voluntários e não tinham a menor idéia de como fazê-lo, apenas a certeza de que deveria ser feito.

Assim, começaram o movimento convidando profissionais confiáveis, a mídia e até o presidente (que se prontificou imediatamente). No final, mais de 50.000 pessoas (4% da população) apareceu para ajudar e para tentar mudar a consciência daquele povo.  Este número pode ser inexpressivo, porém equivale a, proporcionalmente,  15,3 milhões de habitantes dos Estados Unidos e 57 milhões de habitantes da Índia.

O sonho se tornou realidade! Em apenas um dia, mais exatamente em 5 horas, todo o território da Estônia estava limpo!

Eu acredito na união, porém, creio também naquele ato solitário do menino da história da estrela do mar. Penso que todo ato altruísta, quando percebido pelos demais, é contagioso e motiva as pessoas a agirem de forma semelhante.

Desejo que este “contágio” alcance todos os seres humanos.

Um Salve à Vida!!!

Beth Michepud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s