Trabalhando os sentimentos em nosso favor

Hoje, trago um texto de Rosemeire Zago que nos auxilia na reflexão sobre a importância de identificarmos os nossos sentimentos e trabalhá-los em prol de nós mesmos. Quando negamos o que sentimos, estamos perdendo a oportunidade de crescermos internamente. Além disso, geramos muitos desconfortos emocionais e físicos em nossas vidas… E a vida não caminha…

Negar o que sente gera conflitos internos

“Somos ensinados desde pequenos que demonstrar o que sentimos é sinal de fraqueza, ou seja, aprendemos que devemos reprimir as lágrimas que insistem em cair pelo nosso rosto, a angústia em nosso peito, a dor em nosso coração. Se alguém nos ferir seja com um tapa ou uma palavra, aprendemos que devemos reagir como se nada tivesse acontecido.

Quando criança, se recebemos a triste notícia de que alguém que amamos morreu, e como nada entendemos disso (se é que algum dia entendemos…), logo recebemos a orientação também que não precisamos chorar, para quê? Ficamos com a nítida sensação de que é errado sentirmos algo, e assim aprendemos aos poucos a reprimir nossos sentimentos e passamos a esconder até de nós mesmos o que sentimos, ainda que seja no mais profundo de nosso íntimo. Ao que isso leva? A uma tensão emocional bloqueada, que precisa ser externalizada.

Tudo aquilo que não conseguimos verbalizar ou externalizar, nosso corpo o faz de uma maneira muito sábia, ou seja, podemos adoecer como um sinal dizendo que algo dentro de nós não está bem. Podemos também ter pesadelos terríveis, como forma de expressar mensagens inconscientes e elaborar e conscientizar aquilo que foi sentido, porém negligenciado.

A frequente e constante negação dos sentimentos faz com que estes se acumulem dentro de nós e se transformem em angústia, vontade de chorar sem saber por que, aperto no peito, noites sem dormir, irritação constante com tudo e com todos, tudo isso porque não consegue identificar o que sente e na maioria das vezes, não busca entender o que acontece internamente porque muitas vezes nem sabe como deve fazer.

Comece jogando fora cada crença que te fizeram acreditar que o que sente não tem valor ou que não pode e nem deve ser demonstrado. O que você tem na vida que não pode ser roubado, levado por ninguém e dinheiro algum consegue comprar? Um minuto para pensar…

O tesouro mais precioso e valioso que você tem são os seus sentimentos. Existe algum valor em dinheiro que possa comprá-lo? Alguém pode tirar de dentro de você se não quiser? Então, como podemos não valorizar ou ignorar algo tão sagrado? Simplesmente não podemos, mas fazemos. Ou melhor, você fazia até ler este artigo. Você até sentia em seu íntimo que algo estava errado, que o que sentia dentro de você era muito forte e que deveria receber mais atenção.

Mas como ir contra o que ouviu tantos anos e de tantas pessoas? E assim você foi ignorando, negando, fazendo que nada sentia, e a angústia aumentando. É assim também que vamos nos afastando de nós mesmos. Quanto mais se afasta do que sente, mas estará se afastando de você.

Isso gera muitos conflitos internos. Ao negar o que sente, nega também sua intuição, aquela vozinha interna que sabe muito bem que caminho deve seguir. Ao negar sua intuição é como se sua mente recebesse uma mensagem de que você não é digno de confiança e com isso sua autoconfiança diminui cada vez mais. Assim, surge a insegurança, as dúvidas, o medo, afetando as relações afetivas e até as relações profissionais.

Você ama quem você não conhece? Com certeza não. Você confia em quem não conhece? Também não.Você ama alguém? Creio que irá responder que sim. Você se ama? Mais ou menos? Você se cuida da mesma forma que cuida de quem ama? Como você pode dar amor se não tem nem para si mesmo? Só podemos dar aquilo que temos. Só amamos e confiamos em quem conhecemos e só podemos conhecer alguém mantendo um diálogo com essa pessoa. É o que você deve fazer com você mesmo, para aumentar seu autoconhecimento e começar a se amar.

Comece conversando consigo mesmo para identificar o que sente. Se você não está feliz, aproxime-se de seus reais sentimentos e respeite acima de tudo cada um deles. Você sentirá um alívio imediato, ainda que sejam sentimentos que possam machucá-lo, pois quando lidamos com a verdade fica mais fácil saber o que devemos manter dentro de nós e o que devemos jogar fora. Cada vez que você passa por cima do que sente, está esmagando o que tem de mais valioso e isso pode dar o direito de outras pessoas fazerem o mesmo com você, e isso te fará sofrer cada vez mais.

Lembre-se: “Não podemos amar ninguém mais do que nos amamos e não podemos receber amor de alguém, enquanto não recebermos o nosso próprio”. Acredite, isso faz toda a diferença!”

Aloha

Claudia Michepud Rizzo

3 comentários Adicione o seu

  1. Luiz Baron Neto disse:

    Bom dia,Claudia.
    O texto como sempre de muito bom gosto,parabéns
    Só tenho um pequena dúvida e talvez nao serei o único.
    Porque quando ja nos amamos e nos cuidamos,fica tao dificil encontrar uma pessoa para amar?
    Seria pelo tema vibracional ou porque nos tornamos mais exigentes?
    Muito obrigado e uma boa semana.

    1. Claudia Michepud Rizzo disse:

      Olá Luiz,
      Penso que vc já respondeu a base da sua pergunta mas o tema é amplo e cada caso é um caso…
      Quando temos alta auto-estima, as relações fluem com maior tranquilidade porque sabemos quem somos e o que queremos. E atraímos vibrações semelhantes… Mas não iguais… Cada ser é um ser… E existirão diferenças entre eles…
      Na minha opinião, um dos fatores que podem gerar obstáculos para o inicio de um relacionamento saudável é a idealização que fazemos da pessoa que queremos ter ao nosso lado… As relações se constroem… Passo a passo…
      Linda semana para vc!
      Muita luz, sempre!
      Aloha

      1. Luiz Baron Neto disse:

        Bom dia,Claudia.
        Muito obrigado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s