Escolha viver!

Quis compartilhar com vocês essa sequência de slides para que, de uma maneira suave, pudéssemos refletir sobre as palavras de Pablo Neruda.

Quantas pessoas vivem sem realmente viver? Quantas estão desmotivadas, vivendo sob o conforto da rotina… Conformadas… Acomodadas?

Qual o propósito, então, de se viver uma vida em que não há metas, desafios, novas conquistas apontando para um horizonte cheio de aprendizados? Onde está a graça de se viver, morrendo um pouco por dia… e por escolha?

A infelicidade no trabalho, o perdão que não foi pedido e não foi dado, as palavras rudes que foram proferidas a um amigo, o medo de inovar e de conhecer novas pessoas… tudo isso consome, enfraquece e deixa opaco aquilo que deveria brilhar incessantemente: a sua vida!

Reconhecer que somos seres humanos e precisamos de ajuda, colo, carinho e conselhos de vez em quando é um passo importante para começar a dar sentido para a existência. Dessa forma diminuímos a cobrança que fazemos a nós mesmos e, assim, a caminhada fica mais suave.

É hora de ousar, tentar, se permitir! Querer que tudo saia como planejado, claro e devidamente explicado nos priva de sermos surpreendidos pelo Universo. O imprevisto e o não-calculado, muitas vezes, traz situações que são muito melhores e cheias de sensações que qualquer dia friamente calculado. Entregue-se a um novo sentimento, permita-se fazer algo que nunca fez, converse com quem nunca conversou…

Como disse Neruda, permita-se fugir dos conselhos sensatos de vez em quando. Perca um pouco do juízo e atenda aquele seu lado que há anos você reprime. O que os outros vão pensar? Ora, isso já não importa mais! Quando você for capaz de escolher viver – com todos os ‘poréns’ que esse ato pode trazer, você não estará mais se preocupando com a opinião dos outros. Pode acreditar!

Tudo isso, no mínimo, vai tornar você uma pessoa com histórias para contar: histórias de alguém que não teve medo de arriscar e que, mesmo correndo o risco de passar por algumas decepções e desapontamentos, optou pelo caminho de ‘viver intensamente’ cada novo dia.

Amor, luz e consciência. Sempre!

Cíntia Michepud

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. rsereluz disse:

    As vezes me pergunto se eu Vivo ou sobrevivo. Se sou conformado ou apenas sigo o que esta na minha frente.
    As vezes acho que é os dois – Procuro viver. Mas não saberia dizer o que é Viver realmente 🙂
    Lindo poema acho que ajuda a encontrar tal resposta.
    Obrigado.
    Que tenham um semana cheia de energias positivas.
    Namastê!!!

    1. Cíntia Michepud disse:

      Olá Rafael!
      Sugiro que não se preocupe em responder tais questões assim de imediato… A reflexão que elas lhe trazem, com certeza, já é muito mais rica do que qualquer resposta.
      Deixe que sua alma lhe diga, em sua própria linguagem, o que é ‘viver realmente’.
      Que sua semana seja abençoada!
      Muito grata pela visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s