Pensar, sentir, ser…

Você sente ou pensa ao tomar decisões? Prefere seguir seu lado mais racional ou deixa seu coração falar?

O texto de hoje, de Osho, nos estimula a construir nossos caminhos baseados em nossos sentimentos e intuição, para assim conseguirmos chegar à nossa essência. Apesar de um pouco duro, o autor proporciona um ótimo momento para reflexão e termina de uma forma bastante interessante, nos estimulando a simplesmente “ser”.

Vamos à leitura?

Pense menos, sinta mais. Intelectualize menos, intua mais.

Pensar é um processo decepcionante, ele faz você sentir que está fazendo grandes coisas. Mas você está apenas construindo castelos no ar. Pensamento nada mais são do que castelos no ar.

Sentimentos são mais materiais, mais substanciais. Eles o transformam. Pensar sobre amor não vai ajudar, mas sentir amor está fadado a mudá-lo. Pensar é muito apreciado pelo ego, porque o ego se nutre de ficções. O ego não pode digerir qualquer realidade, e o pensar é um processo fictício…

Mude da mente para o coração, do pensar para o sentir, da lógica para o amor. E a segunda mudança é do coração ao ser – porque ainda há uma camada mais profunda em você, onde os sentimentos não podem alcançar. Lembre-se destas três palavras: mente, coração, ser. O ser é a sua natureza pura. Em volta do ser está o sentimento e em volta do sentimento está o pensamento. O pensar está muito longe do ser, mas o sentir está um pouco mais perto; ele reflete alguma glória do ser. É como num por do sol, o sol sendo refletido pelas nuvens e as nuvens enchendo-se de belas cores.

Elas mesmas não são o sol, mas elas estão refletindo a luz do sol. Os sentimentos estão mais próximos do ser, assim eles refletem alguma coisa do ser. Mas tem que ir-se além dos sentimentos também. E entào o que é ser?

Não é nem pensar, nem sentir, é puro não-ser. Você apenas é.

Muito interessante, não? Nosso coração não erra as escolhas, por mais absurdas que elas possam parecer momentaneamente. Basta, apenas, que estejamos atentos para alguns boicotes internos que podemos impor para nós mesmos, fazendo com que nossa intuição fique “turva” por conta da ação da mente.

Vamos construir nossos caminhos baseados em nossa intuição e sentimentos? Vale bastante a pena tentar!

Um ótimo final de semana a todos,

Namastê,

Pedro Michepud

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s