Gratidão X Reclamação

gratidao é o caminho

O texto abaixo, escrito por Vera Ghimel, nos oferece uma reflexão sobre gratidão e reclamação. Ele alerta para sempre revisarmos nossas atitudes e escolhas, vendo o que queremos mudar em nós para, assim, crescermos e nos desenvolvermos.

“Quantas vezes nos pegamos reclamando de tudo o que aconteceu conosco até o momento? Quantas vezes nos sentimos injustiçados pelo o que a vida nos fez e também pelo que não nos fez ou deu? Não que não estejamos cobertos de razão de indignarmos e nos sentirmos preteridos pela vida ou pelas pessoas, mas é que o mecanismo de funcionamento dela é outro. Quanto mais reclamamos, mais focalizamos e emprestamos a nossa atenção para as coisas ruins. Com o nosso foco naquilo que reclamamos, criamos vida e fortalecemos o que não queremos. O resultado disso é a continuação do que não gostamos.

… Aprendi que tudo o que queremos que mude temos que focalizar e curar, não perpetuar a sua existência em nós. É como se tirássemos uma roupa que não mais usássemos do nosso armário, olhássemos, colocássemos defeito e depois devolvêssemos ao armário. Não adiantou nada!

Ao focalizarmos um relacionamento, uma situação, um padrão de comportamento ou uma doença que não mais queremos, imediatamente estamos assumindo a nossa responsabilidade sobre a existência dos mesmos. Isso basta para que possamos liberar essas coisas em nossa vida. É como passar em revista tudo aquilo que não mais queremos que fique nos acompanhando e possamos abrir espaço para novas oportunidades, relacionamentos, situações e bem-estar.

Somos como um armário que precisamos, de vez em quando, abrir gavetas, mexer em lembranças, olhar atentamente o que queremos que volte ao armário e o que não. Reclamar é se eximir da co-participação do que não gostamos. É tentar culpar pessoas, situações e ao próprio DEUS de sua má sorte! Não existe má sorte! Existe má escolha. O que escolhemos resulta em algo que pode ser adequado ou não a nós. E é nessa hora que temos que parar de reclamar e agradecer os mecanismos que a vida possui para nos sinalizar que estamos indo na direção do abismo. Agradecer é focalizar as mudanças e dar vida a elas, mesmo as que ainda estão por nos encontrar.

Para que possamos ter novas portas se abrindo e novas perspectivas surgindo em nossas vidas, precisamos antes fazer uma faxina nos hábitos e escolhas que não nos trouxeram bons resultados. É admitir que isso nos pertence mesmo que não seja lá muito confortável de se encarar.

Libertar-se é antes de tudo admitir! Então pare de reclamar e comece a agradecer as escolhas que deram bons resultados e as que você quer que lhe aconteçam ainda!”

Bons Ventos lhe soprem o que seu coração precisa para ser feliz!

Márcia de Lucena Saraceni

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s