Medida da ambição

alcançar

“Conta-se que no século passado um turista foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio.
O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros.
As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.

– Onde estão seus móveis? – perguntou o turista.

E o sábio, bem depressa, perguntou também:

– E onde estão os seus?

– Os meus?! – surpreendeu-se o turista – Mas eu estou aqui só de passagem!

– Eu também… – concluiu o sábio.”

Esta pequena estória me fez refletir muito sobre a ambição desmedida do ser humano. Se avaliarmos o tamanho deste sentimento, certamente esbarraremos no conceito de que o homem é produto do meio. Penso justamente o contrário. Na minha concepção, o meio é produto de homem. Interessante como a sociedade nos empurra a acreditar que o ter é muito mais importante do que o ser. Acredito sim, que somos merecedores de tudo de melhor que o universo pode nos proporcionar (inclusive materialmente), entretanto contesto com veemência a ambição pelo poder dos quais temos notícias. Liderança requer habilidade, caráter, respeito ao próximo e, principalmente, ética.

Não há nada de errado em ser ambicioso na vida, muito menos em ter “grandes” ambições. Um exemplo de pessoas ambiciosas que merecem respeito são os líderes de entidades beneficentes do Brasil e do mundo que querem acabar com a pobreza ou eliminar a corrupção. Esses, sim, são projetos ambiciosos.

Mas é preciso que jamais nos esqueçamos da ética, pois ela é o limite que devemos nos impor em nossas ambições; se refere a tudo o que não queremos fazer na luta para realizar nossos objetivos, como não roubar, mentir ou pisar nos outros. Um exemplo clássico da falta de ética é percebido na maioria dos pais que se preocupam bastante quando os filhos não mostram ambição, mas nem todos se preocupam quando os filhos ferem a ética. Se o filho colou na prova, não importa, desde que tenha passado de ano, o objetivo maior.

Se percebermos que, para alcançar nossos objetivos, precisaremos reduzir o rigor ético, sugiro que façamos valer a integridade do ser que nós somos e “reduzamos” a ambição.

Gostaria de terminar esta reflexão com esta frase:

“A vida na Terra é somente uma passagem, no entanto alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, ficam pensando só em ter coisas… e  se esquecem de ser feliz.”

Muito obrigada por sua companhia!

Um Salve à Vida!!!

Beth Michepud

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s