O que vem ao nosso encontro?

Vamos construir uma ponte para nosso melhor

Para que serve o passado? Ele está lá para nos ajudar ou para nos atrapalhar?

No texto de hoje, de Elizabeth Cavalcante, a reflexão é sobre como devemos deixar o passado para trás. Devemos aprender com o que fizemos, tirar nossas lições e depois simplesmente deixá-lo ir, abrindo espaço para mais experiências, que podem trazer muita luz e conhecimento para nós.

No final do texto, a autora ainda coloca um texto de Osho, que reflete sobre o passado da humanidade e a visão de um futuro melhor, com as pessoas se tornando mais conscientes hoje em dia. Vamos à leitura?

Abandonando o passado

Tudo o que em nossa história de vida causou dor e sofrimento precisa ser definitivamente abandonado. Como fazer isto? Em primeiro lugar, compreendendo que, ao relembrar o passado, trazemos de volta todas as emoções que vivenciamos lá atrás.

Ruminar estas emoções negativas faz com que elas se mantenham agarradas a nós de maneira absoluta. É a mente, com sua tendência a ficar presa ao que já se foi, que nos impede de deixar ir embora todo o lixo emocional que carregamos.

Enquanto não percebermos que o sofrimento é algo que alimentamos através de nossa inconsciência, será difícil alcançar a cura. Muitos, infelizmente, se debatem durante anos, vendo a vida como um túnel escuro onde não existe nada que lhes aponte a saída.

As experiências dolorosas criam uma espécie de cegueira que os impede de enxergar a luz. Mas ela está sempre disponível aos que anseiam construir para si uma nova realidade.

Buscar ajuda é um passo essencial, pois a vida é generosa e sempre colocará em nosso caminho seres que amorosamente nos guiarão ao encontro de nosso verdadeiro ser.

“Osho, o mundo parece estar ficando cada vez mais louco a cada dia. Ninguém sabe o que está acontecendo e tudo está de cabeça pra baixo e confuso…

…O mundo é o mesmo; tem sido sempre o mesmo – de cabeça pra baixo, maluco, insano. De fato, só uma coisa nova aconteceu no mundo: a consciência de que somos loucos, que estamos de cabeça pra baixo, que alguma coisa está basicamente errada conosco.

E isso é uma grande bênção – essa consciência. É claro que isso é só um começo, apenas o abc de um longo processo, só uma semente, porém, imensamente fértil. O mundo nunca esteve tão cônscio de sua insanidade como está hoje. Isso tem sido sempre o mesmo. Em três mil anos, o homem lutou cinco mil guerras.

…Você pode dizer que essa humanidade é sã? A gente não pode lembrar de um tempo na história humana quando os povos não estivessem destruindo uns aos outros tanto em nome da religião ou em nome de Deus ou até mesmo em nome da paz, da humanidade, da irmandade universal.

…Só uma coisa nova está acontecendo, e essa é uma bênção, não é uma maldição de jeito nenhum. Pela primeira vez, em toda história da humanidade, algumas pessoas estão se tornando conscientes de que a maneira que existimos até agora está de algum modo errado; alguma coisa importante está faltando em nossa própria fundação.

Existe alguma coisa que não nos permite crescer como seres humanos sadios. Em nosso próprio condicionamento estão as sementes da insanidade. Toda criança nasce sã e, então, lentamente, nós a civilizamos – chamamos isso de processo de civilização. Nós a preparamos para fazer parte de uma grande cultura, de uma grande igreja, de um grande estado ao qual pertencemos.

…Uma vez que aceitamos a verdade como ela é, o homem pode tornar-se são. O homem nasce são; nós o tornamos louco. Uma vez que aceitamos que não existem nações e nenhuma raça, o homem ficará muito calmo e quieto. Toda essa violência e agressão desaparecerão. Se aceitarmos o corpo humano, sua sexualidade, naturalmente, então todo tipo de estupidez pregado em nome da religião irá se evaporar.

…Precisamos tornar o homem livre de seu passado. Esse é todo meu trabalho aqui: lhe ajudar a livrar-se do passado. O que quer que a sociedade tenha feito com você tem que ser desfeito.

Sua consciência precisa ser limpa, esvaziada para que você se torne como um espelho puro refletindo a realidade. Ser capaz de refletir a realidade é conhecer Deus. Deus é somente outro nome da realidade: daquilo que é. E um homem é realmente saudável quando ele conhece a verdade.

Verdade traz liberação.

Verdade traz sanidade.

Verdade traz inteligência.

Verdade traz inocência.

Verdade traz felicidade.

Verdade traz celebração.

Precisamos transformar toda essa Terra num tremendo festival, e isso é possível porque o homem traz o que é necessário para transformar essa Terra num paraíso.

Osho, Extraído de: Come, Come, Yet Again Come.

Um ótimo final de semana a todos,

Namastê

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s