Catar peixinhos…

O sol começava a baixar e lá íamos nós – eu, minha avó e meu irmão – ‘catar peixinhos’ na beira da praia. O passeio de, no máximo, um km, durava horas: a cada comadre, uma boa conversa e, entre um bate papo e outro, minha avó, com a sacola azul na mão, pescava os pequenos peixes que nadavam próximos  aos nossos pés.

E quando dormíamos na casa dela então! Era uma festa: eu podia comer pó de Nescau, puro  e de colherada; assistia dezenas de vezes o mesmo filme da Disney – e, ela, sempre interessada e vibrando quando o mocinho salvava a princesa ou o Dumbo aprendia a voar. Chegava hora de dormir e, quando acordávamos, lá estavam nossos chinelos na ponta da cama e o leite quente em cima da mesa.

Aposto que todos guardam lembranças gostosas da infância vividas com pessoas especiais. E, na maioria das vezes, essas lembranças vêm recheadas de simplicidade e sabedoria. Vamos crescendo e começamos a perder o dom de dar valor às coisas simples da vida, porém, essenciais. A sabedoria parece ficar cada vez mais distante e, então, pagamos cursos, livros e nos perdemos dentre um rio infindável de informações sobre tudo e sobre o nada.

Sábio é aquele que ouve com o coração e não se importa com a aprovação dos outros. ..
Sábio é quem sente com a alma o caminho que deve seguir e, sem pensar, o segue, não se preocupando se, racionalmente, consegue justificar a escolha…
Sábio é quem valoriza as pessoas que estão à sua volta, que sabe ser grato aos familiares, aos amigos, à vida, que respeita aqueles que estão à sua frente na estrada da vida e está disposto a aprender…
Sábio, é aquele que reconhece sua luz e se apodera dela. Simples assim…

As memórias que tenho da minha avó, ainda vivas em minhas lembranças, me envolvem em uma atmosfera de gratidão e carinho. É importante, primeiro, não perder a habilidade de ser feliz e encontrar prazer nas pequenas coisas. No passado, ‘catar peixinhos’ fazia a alegria do nosso dia, e isso bastava. Não sabíamos, certamente, mensurar em palavras, mas sentíamos todo o amor e cuidado que ela dedicava a nós. (E só para registrar: os peixinhos eram devolvidos ao mar como uma lição de respeito aos outros seres vivos)

Que todas as pessoas possam valorizar a família na qual nasceu sendo ela digna de um comercial de margarina o que, convenhamos, não é lá muito provável, ou uma família ‘comum’, com suas discussões, aprendizados, surpresas e histórias.

É sempre gostoso fazer o exercício de lembrar daquilo que nos fazia feliz na infância mas, mais importante do que isso, é reconhecermos o que nos faz feliz hoje. É reencontrarmos nossa capacidade de nos encantarmos. É desvincular a felicidade da posse do dinheiro. É saber ser grato a tudo que nos acontece e a todos que nos cercam.

Se você ama, demonstre.
Se você gosta, cultive.
Se você se incomodou, fale.
Se está ruim, mude.
Se está bom, valorize enquanto têm, afinal, como muitos já disseram ‘não há mal que nunca acabe, nem bem que sempre dure’.

A ideia não é desejar que o tempo volte mas sim, encontrar através das boas memórias, o desejo de viver momentos  de mais alegria e felicidade.

Que as lembranças mais sábias e doces da sua infância possam te relembrar da pureza que existe dentro de você.

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

2 comentários Adicione o seu

  1. Beth Michepud disse:

    Que homenagem mais linda!!! Tenho certeza que ela está cheia de orgulho da princesa Aurora e do príncipe Felipe!!!
    Que Deus a abençõe todos os dias e que você tenha sempre este coração puro e aberto!!
    Beijo

    1. Cíntia Michepud disse:

      Ser de luz inesquecível essa minha vó! Sou muito grata!
      Amém, amém!! =]
      Beijoos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s