É perfeito. E eu mereço.

Nesta semana, uma amiga muito querida me procurou pois precisava conversar. O tom da sua voz me dizia que alguma coisa estava acontecendo e ela, por sua vez, não estava sabendo lidar.

Entre inseguranças e dúvidas, descreveu, para mim, um cenário de uma relação perfeita e estável, porém, ela não se dava conta de que o fazia. Não havia um problema externo ou algo que a ameaçasse. Muitas vezes, nossas sombras, dúvidas e receios podem nos perturbar mais do que qualquer outra questão.

Esta passagem me fez refletir sobre como eu, você e todos nós, seres humanos, não sabemos agir quando as coisas, de fato, estão indo bem.

Crescemos ouvindo que se tudo está perfeito, desconfie; que um relacionamento sempre traz  problemas; que cumplicidade se constrói com o tempo; que amar, pra valer, não é coisa de dez ou quinze dias…

Entre crenças comuns que nos são implantadas, há aquelas pessoas que, no fundo, acreditam que não nasceram para ser feliz, que o amor não é para elas e, então, quando as coisas boas começam a acontecer, a dúvida e a incerteza tomam proporções inimagináveis; ambas, fundamentadas na crença de que “Não, tudo isso não deve ser pra mim…  Algo deve estar errado…”

Por que algo estaria errado? Por que uma pessoa não pode gostar de você do jeito que você é? Por que gastar tempo e energia alimentando desconfianças se, ao invés disso, essa energia poderia estar sendo direcionada na construção de algo estável e prazeroso?

O que quero dizer é que, se na ponta de um bastão está a incerteza, a dúvida e a desconfiança, na outra ponta, está a confiança e a gratidão. Qual lado você quer alimentar?
Quando tudo começa a fluir de maneira harmônica e positiva, a mente já começa a mandar sinais de dúvida e insegurança. As crenças que te nortearam estão sendo postas em jogo. E então, você recua…

Sugiro que parem e reflitam: Quantas vezes já deixamos de nos envolver com alguém por medo?  Medo da decepção, medo de entrar em um universo desconhecido, medo de ser feliz…
Comodismo faz parte da vida daqueles que não arriscam e que não querem se dar o trabalho de rever crenças arraigadas e limpar sujeiras de relações antigas colocadas debaixo do tapete. São essas pessoas que irão descartar um sentimento intenso que poderá aparecer de uma semana para outra, por simplesmente, ser racionalmente inexplicável.
São essas pessoas que, ao sentirem que estão gostando de alguém em um momento “fora dos planos”, vão fechar as portas e deixar de viver o inesperado relacionamento, por medo – medo de se decepcionar, medo de se mostrar e, principalmente, medo de perder o (ilusório) controle sobre a vida.

Comecei falando sobre a conversa que tive, pois, acredito que essa minha amiga esteja passando por um momento bem parecido. A vida dela está perfeita. Claro que obstáculos e desafios fazem parte da caminhada, mas saber lidar com isso é algo que  torna a vida mais serena e sábia.

A questão, que acho que pode nos inspirar a refletir e evitar que deixemos de viver algo fantástico, está no fato de que, no quesito relacionamento, ela foi abençoada. E ela sabe disso… Porém, a batalha ‘ego versus coração’ começou a ser travada quando ela começou a duvidar de que tudo aquilo poderia ser, de fato, real.

Sim, pode ser real. Sim, pode ser harmônico, suave, verdadeiro, intenso. Tudo junto, ao mesmo tempo. E quem duvidar, que fique com seus medos e com suas crenças que não levarão a caminhos muito distantes.
Abrir mão da vida habitual, cômoda, segura – e insossa, é algo que não é, sequer, cogitado na vida dessas pessoas que não querem arriscar. É uma pena!

Ouse! Se você sente que há um coração nesse caminho, percorra-o. Ao invés de alimentar incertezas, agradeça. Mude a vibração.

Amar pressupõe trilhar por caminhos incertos. Não há como fugir da incerteza, porém, ao invés de ser um fardo, pode se tornar algo estimulante como quando duas pessoas, juntas e por livre vontade, decidem desbravar a estrada acortinada à frente. Não se pensa mais no fim da caminhada e, sim, no valor de cada passo.

Amor, luz e consciência. Sempre

Cíntia Michepud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s