Aprendizado e comportamento

“Não basta adquirir a sabedoria, é preciso praticá-la”
Cícero

Mudanças acontecem e são as únicas certezas que temos, diz a filosofia. Existem aquelas naturais e inevitáveis como o passar dos dias, o tempo de vida e a dinâmica do corpo. E existem aquelas que podem ocorrer com o aprendizado: ler, escrever, cantar, falar ou realizar trabalhos diversos.

Entretanto, por que mesmo conscientes do que é correto, muitas vezes não agimos com a devida coerência?

Por que se produzem tantos encontros, reuniões, conferências para firmar regras, códigos de conduta, leis, enfim bons princípios e ousamos nos apresentar em oposição a esses preceitos?

Tanto aprendemos na vida para instituir bons modos, boas orientações, para preservar o meio ambiente, para aceitar e respeitar os diferentes, mas quanto desse todo que fazem parte de nossos conhecimentos se tornam valores que direcionam nosso comportamento?

Sou o que aprende e faz ou só o que “aprende”? Sou o que dita, orienta e pratica ou apenas o que dita?

Vejamos no texto de hoje como André Luiz – psicografado por Chico Xavier – nos alerta para a importância de sincronizarmos o que aprendemos com nossa maneira de ser.

Boa leitura.

Falará você na bondade a todo instante, mas, se não for bom, isso será inútil para a sua felicidade.

Sua mão escreverá belas páginas, atendendo a inspiração superior, no entanto, se você não estampar a beleza delas em seu espírito, não passará de estafeta sem inteligência.

Lerá maravilhosos livros, com emoção e lágrimas; todavia, se não aplicar o que você leu, será tão somente um péssimo registrador.

Cultivará convicções sinceras, em matéria de fé; entretanto, se essas convicções não servirem à sua renovação para bem, sua mente estará resumida a um cabide de máximas religiosas.

Sua capacidade de orientar disciplinará muita gente, melhorando personalidades; contudo, se você não se disciplinar, a lei o defrontará com o mesmo rigor com que ela se utiliza de você para aprimorar os outros.

Você conhecerá perfeitamente as lições para o caminho e passará, ante os olhos mortais do mundo, à galeria dos heróis e dos santos; mas, se não praticar os bons ensinamentos que conhece, perante as leis Divinas recomeçará sempre o seu trabalho e cada vez mais dificilmente.

Você chamará a Jesus; Mestre e Senhor…; se não quiser, porém, aprender a servir com ele, suas palavras soarão sem qualquer sentido.

Luz e Paz.

Tenório Lucena

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s