A magia dos momentos

Há momentos que gostaríamos de vivenciar novamente por serem inesquecíveis. Outros, daríamos tudo para refazê-los. Ambas as situações são impossíveis. O tempo não nos dá nova chance, não retorna.
As lembranças permitem trazê-los para o presente e o nosso imaginário pode até moldá-los para torná-los como desejaríamos que tivessem sido, mas a mudança não é real, não se concretiza. O que foi, será sempre tal como um dia ocorreu e ficará eternamente registrado nos arquivos do passado.
Ditados populares, cujos conteúdos expressam uma condição de espaço instantâneo, no qual podem ocorrer infinitas possibilidades, inclusive a finitude da vida, trazem relevantes alertas para evidenciar a importância dos momentos, tais como: “Vive-se a vida em um minuto”; “Perca um minuto na vida, mas não perca a vida em um minuto”.
Passíveis de acontecimentos surpreendentes e desafiantes, onde procuramos realizar sonhos e consagrar nossa felicidade, esses “espaços pequenos, mas de tempo indeterminado” (Dicionário Aurélio), que particularizam a vida e podem conter em seu interior toda a existência, representam instantes de oportunidades diversas, que devemos saber vivê-los e apreciá-los.
São ocasiões únicas que nos permitem edificar façanhas ao sabor de nossas escolhas. Os momentos têm, em si, a vida tal como ela é, mas nem todos compreendem e sabem aproveitá-los.
A magia desses instantes está nos inesquecíveis acontecimentos que um dia desenhamos e vivenciamos e cuja felicidade, hoje, é decorrente. A existência contínua desse sentimento é reflexo de nossas escolhas e do formato que damos à vida presente.
Clarice Lispector, com sua profunda sensibilidade, nos inspira para abrilhantar nossos momentos, com feitos únicos, para os quais não podemos jamais esquecê-los, quando diz:

“Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
Porque você possui apenas uma vida
E nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre”.

Cabe a cada um brindar as lembranças de cenas comoventes a partir de situações construídas no presente e imortalizadas por ações que engrandecem e dignificam a vida em sua plenitude.

Luz e Paz para uma vida melhor.

Tenório Lucena

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s