Fora do ar!

O despertador toca. Sua mente desperta e você é convidado a iniciar mais um dia. Nesse minuto, você pode optar a seguir o fluxo frenético das suas tarefas, ou fazê-las com consciência…  Missão não tão simples assim…

Ter consciência é, sim, uma questão de escolha. Escolher estar presente naquilo que se está fazendo. Escolher estar inteiro em uma apresentação, focado em um telefonema, atento a uma conversa, de corpo e alma em tudo o que se faz. Quando conseguimos isso, ficamos mais próximos no aqui/agora, único tempo no qual podemos realizar, ser, agir e concretizar.

E então, vamos vivendo nossos dias, semanas e meses cumprindo metas, ultrapassando barreiras e conquistando novos espaços. Nossa mente emenda um pensamento no outro e, por categorias e, quase que ao mesmo tempo, pensa na família, no parceiro, nos amigos, no projeto do trabalho, na prova, no almoço, no banho do cachorro e outras tantas atividades que nos ocupam.
Frente a esse tumulto mental, então, hoje minha sugestão é: dê um tempo à você mesmo!

Recentemente, tive a oportunidade de passar alguns dias ‘fora do mundo’. Sem horários, sem saber se é hora de almoço ou jantar e sem lembrar-me das obrigações, estudos e trabalho. Fiquei um tempo comigo, com meus pensamentos e anseios. Que maravilha!

É como se tivéssemos a oportunidade de fazer um balanço, demolir, reconstruir. Claro que ainda não tenho respostas exatas e fórmulas prontas, mas minha mente, sempre agitada, deu a trégua que eu precisava para que eu me achasse dentro de mim mesma.

Pode parecer loucura, mas pense em quantas vezes você, de fato, conseguiu saiu do ar por um período, um dia que seja? Mesmo quando saímos de férias, programamos nossas viagens, temos horários a cumprir e, dormir e descansar, nem sempre está no topo da nossa lista de prioridades.

Experimente ir a algum lugar onde você não queira conhecer as paisagens, desbravar fronteiras e registrar tudo em fotografias. Pode ser um lugar corriqueiro e, se você já estiver acostumado a ele, melhor.  Permita que sua mente não se pré-ocupe com nada. Durma o quanto seu corpo pedir, acorde quando quiser, coma quando sentir vontade. É interessante perceber que, nas pequenas coisas, notamos o quanto não seguimos as nossas mais simples vontades.

Isso nos mostra o quanto estamos distantes de nós mesmos e, o quanto é importante nos reconectarmos com a nossa essência para mantermos o equilíbrio. Claro que cada um de nós tem uma rotina, porém, quando estamos centrados e em paz com nossas questões internas, viver fica muito mais suave e prazeroso.

Experimente ficar ‘fora do ar’ por um período e, ao invés de se encantar com as paisagens ao seu redor, surpreenda-se com o que já existe dentro de você.

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s