Todo dia é dia!

pesqui (1)

O texto abaixo, de autoria desconhecida, nos faz refletir sobre as coisas que conquistamos e deixamos de lado.
Em uma total inversão de valores, buscamos ‘ter’ cada vez mais para ‘ser’ alguém diante do julgamento dos outros.
O quanto você dá valor para tudo aquilo que conquistou? E, o mais relevante: o quanto aquilo que você tem é em função da sua própria vontade ou por imposição da sociedade?
Vale refletir.

“Quanto vale o seu patrimônio?
Anos de trabalho suado?
Incontáveis férias sem sair de casa?
Intermináveis noites sem dormir?

Admiro as pessoas que trabalham duro pra vencer na vida. Mas desconfio de quem abre mão da própria vida pra acumular coisas.
Eu disse acumular…
Que é diferente de ter.

Se você tem, espero que faça bom uso disso pra ser feliz. Porque muita gente, em vez de possuir, é possuída.

Ter um carro lindo e esperar que ele jamais arranhe, amasse ou pegue chuva, é ficar escravo de um bem que foi construído para servir.
Ter louça boa e jamais sujá-las de molho é menosprezar o prazer de comer.
Ter uma casa confortável sem amigos.
Usar as melhores roupas só em ocasiões especiais é descuidar da própria aparência.

Reservar os melhores lençóis do enxoval só para os hóspedes é fazer pouco do seu sono tão merecido…
Não importa o valor ou o tamanho do seu patrimônio.
Se você construiu, usufrua!

Passar a vida acumulando bens sem tirar proveito, transforma a sua passagem por aqui numa coisa morna e sem graça…
Que pode ser esquecida minutos depois que você partir.
Heranças devem passar de mão em mão gastas pelo uso…
Marcadas por lembranças felizes e repletas de emoção.

Tenha você o que tiver, use, compartilhe, divida com quem ama…
Ninguém leva nada pro túmulo.

Se quiser acumular alguma coisa, que seja amor.

Isso, sim, é bem que vale a pena preservar com cuidado…
Porque é a única coisa que a gente leva dessa vida.”

Conheço muita gente que guarda ‘aquele’ vestido, ‘aquela’ joia ou maquiagem para usar em ocasiões especiais. O que acontece é que o tempo passa… o vestido não serve mais e a maquiagem já passou do seu prazo de validade.

Sugiro que, ao invés de esperarmos que ocasiões especiais aconteçam, façamos de cada novo dia um motivo para brilhar e ser feliz. Sim, não é todo dia que nos formamos, ficamos noivos, somos promovidos, ganhamos um cachorro, somos sorteados… Mas todos os dias temos a oportunidade de escolher entre ser feliz e receber a vida de braços abertos ou viver na mesmice de uma vida morna e arrastada.

Pare de acumular itens nas gavetas e sonhos na memória. Faça acontecer, traga as metas mais para perto, um passo de cada vez! E, durante essa jornada, você terá mais motivos para comemorar e mais histórias, amigos, amores e sorrisos para acumular!

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

2 comentários Adicione o seu

  1. margarida fortes disse:

    Adorei ….magnífico

    1. Cíntia Michepud disse:

      Margarida!!!

      Muito grata!🙂
      Volte sempre, ok?!

      Beijos,
      Cíntia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s