Observar para crescer

ojo-observar

Crescer, evoluir como ser humano e se libertar de condicionamentos impostos por diversos fatores do mundo exterior. Esses são alguns dos desafios que temos em nossa vida para nos aperfeiçoarmos e atingirmos a plenitude de nossa luz. No texto de hoje, de Elisabeth Cavalcante, a autora disserta sobre esse assunto, explicando alguns passos para atingirmos nosso melhor.

Vamos ao texto?

Observação

Elisabeth Cavalcante

Uma das tarefas mais desafiadoras de nossa existência é se libertar dos condicionamentos que nos foram impostos pelo mundo exterior. Eles geram falsas crenças a nosso próprio respeito que nos impedem de viver de verdade.

Para conseguir isso, é essencial começar a prestar atenção em todas as nuances que compõem o ser humano: corpo, mente, emoções e o Ser. O primeiro passo para o treino da atenção plena é a observação do corpo físico, suas reações e necessidades.

O segundo passo é o foco em nossos pensamentos. Sem uma percepção clara e objetiva do tipo de pensamentos que domina nossa mente, seguiremos direcionados por ações inconscientes e sofrendo as conseqüências deste tipo de atitude.

O terceiro passo é observar as emoções. Para conseguir alcançar um estado de paz e equilíbrio, é essencial ter em mente que a observação é apenas o começo da jornada. Mas, é uma prática essencial se quisermos avançar para em nosso crescimento interior.

O Ser, último estágio da jornada, se seguirá naturalmente ao alcance do equilíbrio entre mente e coração. Quando eles finalmente não se encontrarem mais em conflito, e sim num estado de total harmonia, os pensamentos seguindo fielmente o padrão da paz conquistada, aí então, haverá espaço para se viver plenamente a experiência do silêncio.

“…Toda negação cria tensão. Aceite. Se você quer relaxar, a aceitação é o caminho. Aceite tudo o que estiver acontecendo ao seu redor;

…Se você relaxa, você aceita; a aceitação da Existência é a única maneira de relaxar. Se uma pequena coisa perturba você, é a sua atitude que o está perturbando. Sente-se silenciosamente, escute tudo o que está acontecendo ao seu redor e relaxe. Aceite, relaxe e, de repente, você perceberá uma imensa energia subindo dentro de você.

Esta energia será percebida inicialmente como um aprofundamento de sua respiração. Normalmente a sua respiração é muito superficial e, algumas vezes, se você tenta respirar mais profundamente, se você começa a fazer pranayama, você começa a forçar alguma coisa, você faz um esforço.

Tal esforço não é necessário. Simplesmente aceite a vida, relaxe e de repente você verá que a sua respiração está indo mais fundo do que o usual. Relaxe mais e a respiração irá mais fundo em você. Ela se torna lenta, ritmada e você pode quase saboreá-la; ela traz um certo prazer. Você tomará consciência, então, de que a respiração é a ponte entre você e o Todo. Simplesmente observe. Não faça coisa alguma.

E quando eu digo observe, não tente observar; senão você vai ficar tenso de novo e vai começar concentrando na respiração. Simplesmente, relaxe; permaneça relaxado e solto. E olhe, pois o que mais você pode fazer? Você está ali, nada há para ser feito, tudo foi aceito, nada há para ser negado ou rejeitado, nenhuma luta, nenhuma briga, nenhum conflito e a respiração continua aprofundando… O que você pode fazer?

Você simplesmente observa. Lembre-se: simplesmente observa”.

Osho

Ótimo final de semana,

Namastê

Pedro Michepud

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s