“Uma andorinha só … faz verão”

Andorinha_Mar_Voo_100

Eu sempre ouvi minha mãe dizer: “uma andorinha só não faz verão”. Com isso ela buscava nos transmitir princípios de solidariedade e compaixão. Porém, li este texto cujo título é exatamente o contrário do que diz o velho ditado popular e achei o conteúdo tão atual que o escolhi para dividir com vocês. Espero que gostem tanto quanto eu.
A autoria é de Maria Cristina Tanajura.

“Embora os noticiários sempre divulguem as atrocidades que estão a acontecer por todo o mundo, quando ouço uma referência a alguém que, apesar de estar vivendo tudo isto, trabalha pelo Bem, fico bastante impactada e penso nisto por muito tempo.

É verdade. Existem pessoas que parecem não desanimar. Que lutam e conseguem construir alguma coisa bonita e boa para si mesmos e para os outros. São verdadeiros faróis na escuridão que se instalou, mostrando o caminho e nos dizendo: podem passar, sigam adiante, pois há uma forma de construir, de realizar coisas benéficas.

Assim, uma andorinha só pode fazer verão, sim. É um ser que sonhou e sem medir esforços, continuou investindo no sonho, mesmo que tenha se tornado por vezes muito difícil alcançá-lo.

O caminho do Bem não é o mais usado pela maioria e por isto ainda oferece tanta resistência. Mas estamos numa fase de mudança e, em algum momento, a verdadeira paz há de se instalar no nosso ambiente planetário.

Tomamos conhecimento de muitas mensagens de irmãos desencarnados pedindo a cooperação dos encarnados que já estão conscientes do caminho de volta, da presença de Deus em si mesmos e em tudo em torno. É preciso não deixar para amanhã, pois pode ser tarde demais.

Abençoados são todos os irmãos que se enchem de Amor para auxiliar o próximo. No contato com esta energia poderosa e transformadora, recebem o merecido retorno pelo bem que fizerem.

Um pensamento amoroso, um olhar amigo, um aperto de mão, o silêncio sobre os erros alheios, a energia viaja velozmente e encontra o seu objetivo, iluminando as consciências e fortalecendo os ânimos.

Não desanimemos com as dificuldades, pois elas existem justamente pela razão que torna nossa ação ainda mais necessária. Já dizia um poeta das ruas, que gentileza gera gentileza, e certamente só o Amor pode curar a doença que se alastra tão rapidamente pelo planeta: o egoísmo, a ganância desenfreada e desagregadora.

Precisamos de muitos carros para nos deslocarmos de um local para outro? De uma coleção de vestidos, de sapatos, de bolsas, para nos apresentarmos com distinção e elegância nos lugares? Cada coisa tem sua função, mas um número supérfluo delas nada acrescenta.

Que tal prestarmos atenção no que de bom está sendo realizado em nosso país, a cada dia? Dando-lhe a devida importância, procurando colaborar com o que for possível, divulgando isto com os amigos, com nossa família?

Quando comentamos o mal que está acontecendo, mergulhamos em energias densas e sombrias… Fazemos crescer a desesperança em nós e nos que nos cercam. Perdemos energia e muitas vezes nos tornamos depressivos – doença que mais se propaga em todos os locais.
Se a cada dia tivéssemos algo de bom para nos inspirar e para divulgar com os outros, daríamos uma injeção de bom ânimo em nós mesmos e em quem nos ouvisse.

É a notícia de um morador pobre de uma favela que começou a tocar um instrumento numa aula improvisada por algum voluntário e se tornou um grande músico, que continua ensinando sua arte a outras crianças que seguem o seu caminho…
É o exemplo de um médico que tira um pouco de seu tempo para atender de graça os mais carentes…

São inúmeros os exemplos, mas muito mal divulgados. Eles precisam ser do conhecimento da maioria, pois existem pessoas boas espalhadas por nosso mundo fazendo coisas admiráveis e extraordinárias! São verdadeiros vaga-lumes na escuridão.

Sem estarmos amando, morremos. Viver é amar e cada atitude enobrecedora nos alimenta e fortalece. Se possível, cada vez silenciemos mais as ações do Mal e divulguemos o Bem – que acena com a Luz que há de trazer pra todos nós a tão ansiada felicidade!”

Um Salve à Vida!!!

Beth Michepud

2 comentários Adicione o seu

  1. mario disse:

    Disse tudo. Muito iluminada as suas palavras.

    1. Beth Michepud disse:

      que bom que apreciou, Mário. Seja sempre bem-vindo e muito grata pela visita e participação. Fique na Paz!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s