Com quem e aonde você gasta sua energia?

 

sandsea

E é assim mesmo. Tem sempre alguém na nossa vida que nos tira o prumo. Tem sempre uma pessoa que nos irrita, que sempre fala algo que discordamos ou que não faz a menor questão de criar uma relação cordial com você. E isso é natural e, fatalmente, inevitável.

O que acontece é que, justamente com as pessoas que menos merecem o nosso tempo e energia é que despendemos nossa atenção. Você já reparou nas reações do seu corpo quando você está irritado com alguém ou quando sente raiva? Cada célula nossa parece reagir de maneira a mandar para bem longe a tão desejada harmonia e alegria de viver. O ponto é que ficamos minutos e até horas remoendo essa sensação ininterruptamente e, nesse instante, qualquer coisa boa que possa acontecer passa despercebida por um ser humano cego de irritação.

O que precisamos começar a desenvolver é a capacidade de identificar a raiva, o ódio, a irritação ou falta de paciência antes que ela nos domine. Quando entramos na onda da emoção é mais difícil sair dela, contudo, caso percebamos que uma instabilidade se aproxima podemos, como tudo na vida, escolher entrar ou não nessa vibração.

Seja no trabalho com seu superior, em casa com algum familiar, em relacionamentos… Respire, vá buscar um café, tome uma água, reflita. Ao agir por impulso estamos sujeitos a tomar atitudes que iremos nos arrepender e a entrar em uma sintonia nada benéfica para o nosso corpo e espírito.

Gostei quando Martha Medeiros afirmou: “Fico besta com quem perde a compostura por não gostar de algo ou alguém: tão mais simples desconectar. Não ouça, não leia, não prestigie. Dê atenção ao que tem sintonia com você. E toque sua vida, sem agredir.” E é exatamente sobre isso que eu falo. Se algo te irrita, ignore. Se uma pessoa te causa raiva, despreze. Se uma música não agrada seus ouvidos, simplesmente troque a estação ao invés de reclamar.

Quando aprendermos a direcionar nosso tempo e energia naquilo que realmente tem valor para nós seremos, certamente, pessoas mais realizadas. Lembrem-se que os preciosos minutos e horas que você gasta remoendo uma situação ou uma relação, são os mesmos que você poderia utilizar para ouvir uma música que gosta, fazer um telefonema para alguém que ama ou simplesmente estar consigo mesmo.

Esse é o uso inteligente das nossas próprias forças. Pensem nisso!

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

2 comentários Adicione o seu

  1. Hyanne disse:

    Muito bom!

    1. Cíntia Michepud disse:

      🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s