Ao invés de reclamar, abençoe

Hands holding a gift box isolated on black background

O ano está acabando. Aproximam-se os últimos dias de um ciclo que, para alguns, foi excelente e, para outros, árduo e cheio de desafios.  Em meio à loucura do comércio, as luzinhas do Natal e os planejamentos de viagens, é comum vermos as pessoas em um padrão negativo. Mas espera: se o tempo é de comemoração, porque vemos tanta gente reclamando?

Eu passei a acreditar que internamente devemos ter um sensor que sabe que o final de ano está chegando e que poderemos ‘ceder’. Vislumbramos alguns dias (ou para os sortudos, algumas semanas) de descanso  e o corpo, por sua vez, joga a toalha. Sabe que ele pode deixar a energia da pilha baixar porque logo ela não será mais necessária – só ano que vem.

E, então, surgem as dores no corpo, o cansaço, dores de cabeça, sinusite ou qualquer forma que o organismo encontre como válvula de escape. Percebo que todos se encontram imersos em uma estafa mental curável apenas com os abraços de Feliz Natal e o tilintar das taças que desejam um Feliz Ano Novo. E, até que esse momento chegue, vemos pessoas pedindo que o ano acabe logo, maldizendo o emprego, estressadas com a lista de presentes que devem comprar, relembrando o que foi difícil no decorrer do ano.

Penso que, ao invés de deixarmos que nosso corpo tome o comando e deixemos surgir os primeiros sinais de cansaço e stress físicos e mentais, que passemos a assumir o comando e mudar o foco do nosso olhar. Ao invés de maldizer o trabalho e os incontáveis presentes que ainda tem que comprar, agradeça pelo emprego e pelo dinheiro que chega limpo às suas mãos todos os meses e que permite que você compre os tais presentes. Deixe de rememorar as coisas “ruins”: lembre-se que de qualquer forma tudo foi aprendizado e contribuiu para que você se tornasse quem você é hoje. Passe, então, a colecionar lembranças boas, sorrisos e fotografias mentais das suas conquistas e bons momentos.

Parece pequeno mas, quando nos propormos a vibrar em uma energia mais suave, conseguimos entrar na sintonia leve e amorosa que é intrínseca ao período do Natal. Não desperdicem seus dias reclamando, não permitam que outras pessoas mal-humoradas e densas estraguem seu dia ou roubem a sua paz. Não permitam!

Vivam e aproveitem cada dia, aproveitem a energia do Natal, de festas, de celebração e renovação que já começou.

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Michepud

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s