Que coisa feia!

Sentir inveja, raiva, guardar mágoa, ser ciumento, possessivo… São feios esses sentimentos, não é mesmo? Apenas as pessoas menos evoluídas que os alimentam, certo?

Errado!

Aprendemos desde crianças que é abominável quem é invejoso, que ter ódio de alguém é coisa de ‘gente sem luz’, que se sentir mal com o sucesso do outro não é ‘coisa de gente do bem’ e, de certa forma, tudo isso é verdadeiro. O que acontece é que estamos trilhando o caminho da evolução, porém, ainda, não chegamos lá!

Não somos evoluídos a ponto de nunca na vida sentir ciúmes, raiva, inveja… Não somos elevados a ponto de nunca olhar para o lado e se questionar, com um incômodo latente dentro de nós, o porquê que o outro conseguiu/tem/conquistou e você não. Estamos nesse mundo justamente para, um dia – certamente – , atingirmos esse nível de consciência divina e amorosa.

Há de chegar o dia em que seremos somente amor, ânimo, vontade, compreensão e empatia. Seremos capazes de perdoar e, mais do que isso, estaremos aptos a nem sequer nos incomodarmos com o que hoje nos tira o sono, faz doer nosso estômago, cabeça e outros tantos sintomas físicos somatizados de nossas densas emoções.

Não estou aqui para dizer que devemos nos identificar e nos sentir orgulhosos de tais emoções densas. Não! Estou aqui para dizer que é fundamental que, ao menos, assumamos para nós mesmos que elas existem dentro de nós. De nada adianta vestirmos o personagem da pessoa perfeita, do bem e de sentimentos puros, enquanto  ignoramos e fingimos não ver a invejinha, a raiva e a mágoa que está fazendo morada no nosso coração. Enquanto  as ignoramos, elas crescem, consomem nossa energia e nos afastam, a cada dia, da fluidez divina disponível para você.

Acolha os seus sentimentos com verdade. Não se faz necessário gritar aos quatro ventos que eles existem: apenas encare-os para que, então, seja possível limpar essa sujeirinha da sua alma e que abafa sua luz.

Compreenda que enquanto você ignora não será possível a libertação. Sim, eu tenho raiva! Sim, eu tenho inveja! Agora olhe o que lhe causa esse e sentimento, conecte-se com a perfeição divina que você É e limpe, solte, deixe ir o que lhe faz mal!

Vamos lá! Dia a dia busque ser o melhor que há em você. Se aceitar, se acolher com todos os prós e contras, qualidades e defeitos!

Seja a luz que você É! Hoje e cada dia mais!

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Rizzo

2 comentários Adicione o seu

  1. Gerlania da Silva Soares disse:

    Sabemos que não somos perfeitos e que temos os nossos erros,mais somos capazes de mudar se auto avaliar todos os dias e tirar todas as impurezas que desagradam a Deus e nos fazem muito mal!

  2. Gerlania da Silva soares disse:

    Sabemos que não Somos perfeitos e que temos os nossos erros,mais somos capazes de mudar se auto avaliar todos os dias e tirar todas as impurezas que Desagradam a Deus e que tanto nos fazem mal!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s