Sobre acolher-se de verdade!

Caramba, como a gente se maltrata! Você já percebeu isso? Não é incomum nos julgarmos, nos sentirmos inferiores, não merecedores, incapazes ou sem sorte na vida. E aí, o amor mais importante que deveria reinar em nossas vidas desaparece e acaba virando um recurso escasso, limitado e superficial.

Certamente você já ouviu ou leu sobre ‘amar a si mesmo’, ‘a importância do amor-próprio’, ‘se amar em primeiro lugar’. Mas será que, de fato, você já vivenciou isso?

Experimente olhar para a forma como você vem se relacionando com você: você se cobra ter um corpo perfeito e, enquanto não consegue, se acha incapaz; você deseja ser feliz no trabalho e, enquanto não consegue, se rotula como um desorientado, perdido no mundo; você deseja um relacionamento saudável e recíproco e, enquanto não vem, você mendiga atenção e se julga sem sorte; você quer uma cura específica e, se não a recebe, se classifica como pessoa negativa, não merecedora das bençãos divinas.

Cada pensamento, cada atitude dessas libera uma emoção e um sentimento extremamente prejudicial para nós mesmos! O grande ponto aqui é que, se podemos liberar o gatilho de emoções negativas, também podemos dar início às emoções positivas em nosso interior. Basta que mudemos o foco! Parem de se maltratar dessa forma, parem de se cobrar evoluções, soluções e respostas que, muitas vezes, te levam por um caminho que a sua alma não quer trilhar.

Ás vezes, para conseguir o que tanto queremos, começamos a nos questionar o que precisamos fazer para alcançar o objetivo. Isso é maravilhoso! Desde que, no caminho, não esqueçamos que uma % desse êxito não está nas nossas mãos e, para isso, precisamos ter fé e confiança! Desenhe, então, o seu objetivo. Faça o que for necessário. Mas não se cobre demais. Não se julgue. Não se puna! Já tem tanta gente ‘lá fora’ para nos incitar sentimentos negativos (se os aceitarmos, é claro) que DEFINITIVAMENTE não precisamos gerar mais conflitos para nós mesmos.

Sabe quando você aposta tudo na tal entrevista de emprego que vai mudar sua vida e você não passa? Sabe quando depois de 10 dias de dieta você não resiste à Nutella? Sabe quando você se propõe a viver no Agora e acaba escorregando com memórias arraigadas do passado? Ou ainda quando nos propomos a ser um ser de luz, a nos melhorarmos e nos pegamos julgando ou com um sentimento de inveja?

Pois é! São nesses momentos que o nosso lado repressor vem com força total. E aí, dentro da gente, nos apontamos fracos, incapazes, sem luz, sem sorte, sem orientação divina. Parem com isso, por favor! Estamos aqui para evoluirmos e sermos felizes e ninguém está nos cobrando a perfeição!

ACOLHA-SE! Mas acolha-se, de verdade! Imagine você, de frente para você, com o abraço mais afetuoso que pode existir. Diga para você mesmo que, agora, ninguém mais vai te fazer mal, muito menos Você mesmo. Se peça perdão, perdoe-se! E sinta essa energia de leveza e amor assumindo seu coração! Sempre que o seu lado punidor vier, lembre-se de se apoiar e dizer “tá tudo bem… você pode continuar a partir daqui; deixe o que ficou para trás e confia que o que acontece na sua vida , agora, é exatamente o que pode te trazer a felicidade que você precisa!”

Se você reparar, verá o quanto somos cruéis conosco. O quanto pequenos lampejos de pensamentos sentenciadores fazem a festa todos os dias nas nossas mentes e nos nossos corações.

A partir de hoje, não permita! Agora, é com você!

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíñtia Rizzö

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s