Os pensamentos são seus…

…Mas você NÃO é os seus pensamentos? Será que você entende essa diferença?

Quando eu descobri o gatilho que me fez compreender com propriedade esse raciocínio, minha vida ganhou um ‘quê’ de leveza e tranquilidade.

Por muitas vezes nos encontramos pensando e rodeando, rodeando, rodeando um mesmo assunto não é mesmo? E em meio à esses pensamentos, que mais parecem uma teia que nos enredam, vamos criando ‘teorias’ e possibilidades que vão desgastando nossa energia, cansando o nosso mental. Você já viveu isso?

Você já se pegou desejando não mais querer pensar em determinado assunto? Já quis que simplesmente sua mente não fosse ‘sozinha’ para o mesmo cenário inúmeras vezes?

Eu percebi que, quanto mais eu desejava não pensar, mais eu pensava. E mais o meu ego se alimentava e crescia a cada ideia, possibilidade (que são infinitas!) e situações geradas. A nossa mente não é a plena expressão da nossa luz interior e, por isso, insiste em te convencer que ela precisa controlar, prever e compreender tudo, à todo momento. O ponto é que não há possibilidade alguma de termos todas as respostas, prevermos todas as situações e resolvermos a vida através do nosso lado mental. Entendendo e aceitando isso, deixamos de nos identificar com a mente e começamos a nos libertar.

Nesse momento, você está lendo esse texto e uma voz dentro de você está pensando nele. Assim como você faz sobre qualquer assunto na sua vida. Perceba que você está gerando esses pensamentos mas que, de fato, ele não é você! Você é algo muito maior, mais iluminado, mais poderoso que eles… Você os criou, mas você não é nenhum desses pensamentos!

Sim, atraímos aquilo que pensamos! Mas se estivermos conscientes ao pensar, quando algo que não nos faz bem vier à nossa mente, podemos simplesmente olhar para esses pensamentos… depois, olhar para nós… e perceber a nós mesmos e os pensamentos como coisas distintas. Escolha, a partir daí, não permitir que este pensamento invada seu campo vibracional.

Pode parecer confuso, não é!? Mas o que eu quero dizer é que os pensamentos, sim, são seus mas eles não são você, não é a sua identidade. Imagine que os pensamentos são como nuvens que você cria. Quando você, de forma consciente, perceber que essa ‘nuvem’ te sufoca, simplesmente afaste-a, com a leveza de uma brisa. Já, se ela te fizer bem, permita que ela se dissolva em você e se preencha com ela.

Mas se você não é os seus pensamentos, então, o que é você?
12e4fb023a350606dd35cbae4f155050
Você é luz! Você é merecedor de toda liberdade, abundância, amor e alegria dignas de uma alma divina. Escolha fazer o bem, escolha ser o bem. E liberte-se dessa teia de pensamentos que possam vir para te incomodar.

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíñtia Rizzö

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s