Sobre amor-próprio e Mangostins

Talvez você já tenha ouvido alguma sábia senhora lhe dizer: “as coisas só acontecerão quando você relaxar” ou “enquanto você não se amar, a vida não o fará”. Talvez não nessas exatas palavras, mas essa mensagem certamente passou por você em uma conversa informal no trabalho, nas páginas de um livro, num conselho de mãe em algum momento da sua vida.
Preste atenção nelas, mas dessa vez, deixe a mente um pouquinho de lado!
As coisas só acontecerão quando você relaxar
Já reparou que a gente insiste, debate, insiste de novo e aquilo que a gente tanto quer não acontece? Quando entramos nesse fluxo, focamos nossa energia em um único ponto. Nossa razão de existir se resume à um aspecto único de nossas vidas e, com a visão limitada, ficamos incapazes de olhar novos caminhos e de reconhecer as soluções que o Universo nos apresenta bem à nossa frente.
E aí, quando a nossa mente humana, teimosa e tagarela cansa de insistir e você ‘desiste’ de fazer as coisas do SEU jeito, ‘milagrosamente’ as coisas começam a funcionar e a dar certo.

Já percebeu isso? Nunca duvide da sabedoria da sua alma! Ela sabe o caminho mais fácil e que lhe trará mais felicidade, porém, para trilhar essa estrada, é preciso que você relaxe! Deixe ser como É! E, no silêncio do ego, o coração fala e te guia para paisagens lindas, cenários harmoniosos e encontros plenos e recíprocos.

Enquanto você não se amar, a vida não o fará
Pura verdade! Como é possível encontrar fora, o que você não tem dentro? É preciso reconhecer dentro de si aquilo que se quer, para que se torne viável encontrar esse aspecto externamente.
Imagine que alguém te pede para trazer Mangostins. Se você não souber o que é um Mangostin, não há condição de você ter sucesso nessa missão. Da mesma forma acontece na vida: se você não sabe o que é amor, em sua mais alta e pura definição, não adianta procurar fora. Seria uma busca perdida, desfocada e sem sentido. Se você não identifica internamente o sentimento de felicidade, você será incapaz de reconhecer essa energia fora. Se não se reconhece digno de tudo o quanto é bom, alegre e próspero, certamente não será o mundo ‘lá fora’ que o fará isso por você!
No final da história, você é o provedor de todos os sentimentos maravilhosos que você busca. Silencie, conecte-se com seu interior e, com acolhimento, perceba que as mais altas vibrações sempre estiveram dentro de você. Naturalmente, quando o amor-próprio retoma seu posto e a crença do merecimento se faz genuína, o mundo responde. Você sabe o que é amor, então você só irá onde ele existe de fato. Você sabe qual a sensação da real felicidade, dessa forma fica fácil reconhecer fora o que já está ancorado dentro.
Se pudesse dar uma única dica, seria: Foque em Você! Arrume-se internamente, trate-se com amorosidade, capriche no autocuidado e redirecione a energia que tanto você demandava para o lado de fora, para dentro de você e só para isso. O restante é consequência, acredite!

Ah! À título de curiosidade, Mangostins é uma fruta exótica da Tailândia, muito doce e a preferida da família Real Britânica. Agora você já sabe o que é Mangostins. Agora você já sabe que o caminho é sempre de dentro pra fora!

Amor, luz e consciência. Sempre.
Cíntia Rizzo

2 comentários Adicione o seu

  1. Krz disse:

    Que forma leve e produtiva de expressar um bom conselho! Uma luz mesmo! Muito obrigada!

    1. Cíñtia Rizzö disse:

      Cris,
      Agradeço sua expressão! Recebo-a com amor!
      Namastê,
      Cíntia Rizzo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s