Eu te amo, por isso quero que você seja feliz!

Eu te amo, por isso quero que você seja feliz!

Tenzin Palmo, terceira mulher ocidental a se tornar monja do budismo tibetano traz uma reflexão maravilhosa sobre o que é amor. Já trouxemos essa reflexão aqui no SU no formato de vídeo mas acreditamos que é sempre hora de relembrarmos que o amor é algo generoso, livre de apegos…ele simplesmente É! Sua força e beleza está no simples fato de existir!

Te convido a viajar nas palavras de Tenzin. Boa leitura!

 

“O problema é que nós sempre confundimos a ideia de amor com apego.

Sabe, nós imaginamos que o apego e o ciúmes que temos em nossas relações demonstram que amamos.

Quando na verdade é só apego! E isso nos causa dor. Porque quanto mais nos agarramos a algo, mais temos medo de perder.
E então, se nós perdermos, vamos sofrer. O que quero dizer é que amor genuíno é… Bem, o apego diz: “Eu te amo, por isso quero que você me faça feliz”. O amor genuíno diz: “Eu te amo, por isso quero que você seja feliz. E se isso me incluir, ótimo. Se não me incluir, eu só quero a sua felicidade.”.

Perceba que são dois sentimentos diferentes.
O apego é como segurar com muita força. Mas o amor genuíno é como segurar muito gentilmente, alimentando aquilo, mas permitindo que as coisas fluam. Não é ficar preso com amarras. Quanto mais amarrarmos o outro, mais nós sofremos.


É muito difícil para as pessoas entenderem isso porque elas acham que quanto mais se agarram a alguém, mais elas demonstram que se importam com essa pessoa. Mas não é assim! Elas realmente estão apenas tentando prender alguma coisa, porque se for de outra maneira, acham que elas é que se ferirão.
Qualquer tipo de relacionamento no qual pensamos que podemos ser preenchidos pelo outro está fadado a ser complicado. O ideal seria que as pessoas se juntassem já tendo esse sentimento de preenchimento próprio, e se juntassem para apreciar a companhia do outro em vez de esperar que o outro supram a necessidade de preenchimento que elas não sentem sozinhas.


E isso gera um monte de problemas.

E com isso vem a projeção do romance e do amor, em que idealizamos nossas ideias, desejos e fantasias românticas do outro. E possivelmente o outro não será capaz de corresponder a essas expectativas. Quando começamos a conhecer o outro, reconhecemos que ele(a) pode não ser o Príncipe Encantado ou a Cinderela. É apenas uma pessoa comum, que também está lutando. E a menos que sejamos capazes de enxergá-las, de gostar delas e de sentir desejo por elas, e também ter compaixão e ternura, será um relacionamento difícil.”

O momento agora é de reflexão: em suas relações, você alimenta o apego ou o amor genuíno? Se a pessoa for genuinamente feliz longe de você, isso está tranquilo dentro do seu ser? Ou, lá no fundo, você bate o pé e move céus e terras para manter intocada essa ‘saudável’ relação?

Desejo que você desperte para o amor genuíno que começa dentro de você! Desejo que suas relações sejam pautadas na gentileza e na verdade. Desejo que na sua vida exista um único apego – à sua vontade incessante de ser feliz e de se fazer feliz!

Amor, luz e consciência. Sempre.

Cíntia Rizzo

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Ines Caldeira Natucci disse:

    Olá Cláudia, Cintia e Pedro,
    Abri uma página no Face, muito simples com intenção de ajudar pessoas com necessidades gerais (informar sobre direitos do consumidor, sobre a quem recorrer quanto aos problemas do seu bairro, ou seja, dar algumas informações úteis) Como não sei lidar muito bem com o desenvolver da página, ela está restrita ao compartilhamento de boas ideias ou dicas. Gostaria de saber se posso compartilhar alguns de seus artigos que acho maravilhosos. A página é muito simples, está no Face sob nome de Liga do Bem, no perfil tem uma foto do mar de Itanhaém. Por gentileza, aceito qualquer ensinamento para que minha página tome um rumo qualquer que seja de ajuda comunitária. PARABÉNS E BEIJOS A TODOS
    Ines CNatucci – inatuci@yahoo.com.br

    1. Claudia Michepud Rizzo disse:

      Que iniciativa legal! Claro que pode compartilhar!! É só colocar o link dos artigos que escolher na sua página.
      Se precisar de ajuda, me chame no inbox do facebook!
      Beijos com carinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s